Saúde

“Fui o primeiro a dizer que a Covid-19 era treta, agora não sei se me safo”

Chris Grailey achava que era invencível, mas acabou por ser infetado numas férias em Tenerife.
O apelo é sério.

Fazia parte do grupo de pessoas que não acreditava nos efeitos do novo coronavírus e que até brincava com isso. Agora, está internado numa unidade cuidados intensivos a lutar pela vida. Foi a partir de lá que gravou um emocionante vídeo a pedir que todos levem o vírus a sério.

No vídeo de 48 segundos, que foi partilhado pelo “Manchester Evening News” a 26 de setembro — um dia depois de ser gravado —, é possível ver um homem de 29 anos gravemente doente com a Covid-19. Há cerca de uma semana descobriu que estava infetado, após ter perdido o paladar e o olfato. Suores frios foi outro dos sintomas.

Tudo porque se achava invencível e decidiu não ter quaisquer cuidados — nem mesmo o uso de máscara — durante umas férias em Tenerife, nas Ilhas Canárias. Chris Grailey assume mesmo que “foi o primeiro a dizer que o vírus era uma treta”.

Tem 29 anos.

“Paguei o preço. Não tenho outras doenças. Não quero que cometam os mesmos erros do que eu. Estou à espera de receber mais tratamentos e não sei se me safo. Quero muito que ouçam esta mensagem, porque pode acontecer a qualquer um”, desabafa o gerente de contas a partir de uma cama de hospital e dependente de uma máscara de oxigénio.

O britânico confessa que começou por ter sintomas ainda em Tenerife, mas que tudo piorou quando regresso ao Reino Unido. Foi diagnosticado com a Covid-19 e com uma pneumonia aguda no dia 20 de setembro.

“”Fui levado às pressas no domingo de manhã para testes e exames e mandado para casa no domingo à noite pensando que estava bem”, explica no vídeo. E continua: “Fui levado de novo na terça-feira de manhã direto para a enfermaria da Covid.”

A forma como me senti na semana passada foi a mais próxima do inferno que jamais estive — honestamente, sentei-me lá e estava pronto para desistir. Não consigo respirar, andar, mexer. Sou como um zombie”, diz, citado pelo “Manchester Evening News”.

À esquerda, Chris antes de ser infetado.

Chris continua o desabafo explicando que está a tomar quatro antibióticos diferentes, esteróides e oxigénio 24 horas por dia, sete dias dias por semana. “Tenho mais buracos no braço do que um drogado”, pode ouvir-se.

“Estou a mostrar tudo isto porque fui o primeiro a dizer que era tudo treta e que era jovem”, que “era apenas uma gripe forte, conspiração do governo e estava errado”, continua. “Isto é real, a vida real está a matar-me.”

“Portanto, antes de pensares em ir a festas e que és invencível, olha para a minha foto e imagina que podes ser tu”, termina o britânico, apelando para que todas as pessoas se protejam da Covid-19.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

NiTfm
Novos talentos

AGENDA NiT