Saúde

Gouveia e Melo e o fim da task-force: “a minha missão está terminada”

O responsável pela equipa que coordenou o plano de vacinação em Portugal confirmou, nesta terça-feira, 28 de setembro, a extinção da unidade.
Gouveia e Melo.

Chegou ao fim o compromisso da task force, a entidade responsável pelo plano de vacinação contra a Covid-19 e toda a gestão logística ao longo do contexto pandémico, em Portugal. O ponto final foi anunciado esta terça-feira, 28 de setembro, pelo vice-almirante Gouveia e Melo, durante aquela que poderá ter sido a última reunião da “força”.

“Acho que entrego a minha missão. Está terminada e agora fica o núcleo a fazer a transição”, confirmou o responsável pela task force, no “último briefing” sobre a pandemia, dado na sede da unidade, no Comando Conjunto das Operações Militares, em Oeiras.

O encontrou contou com a presença do líder da equipa, Henrique Gouveia e Melo, que assumiu o controlo da task force no passado dia 3 de fevereiro, devido à demissão do antigo coordenador, Francisco Ramos; ao qual se juntou o primeiro-ministro, António Costa, a ministra da Saúde, Marta Temido, e o ministro da Defesa, João Gomes Cravinho. 

Entre as declarações de despedida, o vice-almirante fez questão de salientar o êxito do trabalho desenvolvido pela equipa da task force, numa altura em que Portugal atinge 84,3 por cento da população totalmente vacinada contra a doença.

“Estamos em 84 e qualquer coisa de segundas doses. Já podíamos ter atingido os 85 por cento de vacinação completa, mas vamos relembrar algumas pessoas e dentro de semana ou semana e meia, senhor primeiro-ministro, terá os 85 por cento”, garantiu esta manhã ao Executivo.

Em reação ao que foi dito neste remate ao ponto de situação da pandemia no País, António Costa interviu, salientando o “contributo fundamental” de Gouveia e Melo e da sua equipa no processo de vacinação contra e de controlo da Covid-19, nesta que foi, para o primeiro-ministro português, uma “missão espinhosa”. 

O responsável pela task force revelou ainda que a equipa que liderou durante os últimos meses será extinta, passando a haver um grupo nuclear com três braços, que irá coordenar a vacinação contra a gripe, o combate à Covid-19 e ainda trabalhará diretamente para o Ministério da Saúde. 

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT