Saúde

Gripe A. Reino Unido em alerta após deteção de primeiro caso humano de vírus suíno

A autoridade de saúde britânica está a rastrear contactos próximos e a investigar a origem para evitar um possível surto.
Caso está a ser investigado.

O Reino Unido detetou, pela primeira vez, um caso humano da gripe A (H1N2), um vírus comum em suínos. A pessoa infetada já está completamente recuperada, mas ainda não se conhece a origem da infeção. A Agência de Segurança de Saúde daquele país está a tomar medidas para evitar a propagação da doença.

O caso foi detetado esta segunda-feira, 27 de novembro, durante uma monitorização da gripe sazonal. O paciente apresentava apenas sintomas ligeiros e não precisou de hospitalização. No entanto, a descoberta está a preocupar as autoridades britânicas de saúde pública, que continuam a investigar um possível surto.

“Conseguimos detetar este vírus graças à vigilância de rotina da gripe e à sequenciação do genoma. Esta é a primeira vez que o detetamos em seres humanos no Reino Unido, embora seja muito semelhante aos agentes patogénicos detetados em suínos. Estamos a trabalhar para localizar os contactos próximos com a máxima rapidez e reduzir qualquer potencial propagação. Seguimos os protocolos estabelecidos e estão a decorrer investigações para descobrir como o indivíduo ficou a infetado e para avaliar se existem outros casos associados”, explicou Meera Chand, diretora de incidentes da The UK Health Security Agency (UKHSA).

A Agência de Segurança da Saúde do Reino Unido já notificou formalmente a Organização Mundial de Saúde da descoberta. Desde 2005, já foram registados 50 casos desta estirpe de gripe em humanos, um pouco por todo o mundo. O novo caso é o primeiro a ser detetado no Reino Unido e não tem qualquer relação genética com os casos anteriores.

O H1N1, H1N2 e H3N2 são os principais subtipos de vírus A da gripe suína e, ocasionalmente, infetam seres humanos. Em 2009, registou-se uma pandemia causada pelo H1N1, também ligado à gripe espanhola, que matou milhares de pessoas em 1918. Atualmente, este vírus circula entre os humanos de forma sazonal.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT