Saúde

Há “casos em investigação” da nova variante da Covid-19 em Portugal

A diretora-geral da Saúde revelou este sábado que estão em análise casos de infeção de viajantes vindos de África.

Chama-se Omicron e é a mais recente e preocupante variante da Covid-19 que ameaça a acalmia trazida pela vacinação em massa. Depois de um caso detetado na Bélgica, o primeiro na Europa, o País encontra-se em alerta enquanto aguarda pela quase inevitável chegada da nova variante.

De acordo com a diretora-geral da Saúde, Graça Freitas, “há casos em investigação, mas não se pode dizer que são casos suspeitos”. Em declarações à imprensa neste sábado, 27 de novembro, a diretora da DGS frisa também que os casos em análise focam-se em viajantes que chegaram a Portugal vindos da África Austral, mas que a qualquer momento “pode surgir um alerta de outra parte do País”.

“É óbvio que estamos preocupados”, sublinhou Graça Freitas, numa altura que se prepara um bloqueio aos voos oriundos de países africanos com casos confirmados e vizinhos da África do Sul, onde foi detetada pela primeira vez a existência da Omicron. Apela também a quem tenha regressado recentemente da região para que faça um teste rápido. “Se o teste for positivo entram automaticamente no sistema e são encaminhados pelo SNS e acompanhados por médicos.”

A nova variante destaca-se das restantes pela combinação de mutações que, segundo os especialistas, poderão ajudá-la a evadir-se ao sistema imunitário. Pode então ser mais transmissível, do que a variante Delta que rapidamente se espalhou por todo o globo e se tornou dominante. A NiT explica-lhe tudo o que se sabe sobre a Omicron, a variante que ameaça novamente o mundo.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT