Saúde

Há duas semanas que não há mortes por Covid-19 nos lares de idosos em Portugal

Os especialistas apontam a eficácia das vacinas como a razão para esta boa notícia.
A grande maioria da população idosa está vacinada.

Durante muitos meses, os lares de idosos foram os locais do País com mais mortes por Covid-19 — tendo em conta a fragilidade dos utentes e, nalguns casos, as difíceis condições de segurança. Agora, revela o “Público”, não há mortes causadas pelo novo coronavírus nos lares há duas semanas.

“O que estamos a ver é o efeito de uma cobertura vacinal muito elevada da população acima de 80 anos, onde se concentravam 95 por cento dos óbitos devido à Covid-19”, comentou o pneumologista Filipe Froes à mesma publicação.

O investigador do Instituto de Medicina Molecular da Faculdade de Medicina de Lisboa Miguel Prudêncio concorda. “Este é um testemunho absolutamente evidente do efeito das vacinas para salvar vidas. Deve-se à eficiência das vacinas e ao facto de ter já sido imunizada uma percentagem significativa da população que corre mais riscos de morrer se for infetada.”

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT