Saúde

Há mais uma morte e 220 casos de Covid-19 — e o Rt desceu para 1

São estes os dados da pandemia no dia em que o País avança para uma nova fase de desconfinamento.
País entrou em nova fase de reabertura.

O boletim diário da Direção-Geral de Saúde (DGS) referente às últimas 24 horas dá conta de mais 220 novos casos e mais um óbito associado à Covid-19. O Rt baixou para 1. Com os dados conhecidos esta segunda-feira, 19 de abril, o País regista agora um total de 831.221 casos e 16.946 mortes associadas à Covid-19.

Os dados hoje conhecidos dão ainda conta de mais 547 pessoas dadas como recuperadas, o que eleva o total desde o início da pandemia para 789.216 pessoas. Nesta altura, há 25.059 casos ativos em Portugal — menos 328 em comparação com o dia anterior. Há ainda 20.823 pessoas em contactos de vigilância com as autoridades.

No dia em que Portugal entra numa nova etapa de desconfinamento, com regresso de ensino secundário e superior e reabertura de centros comerciais, os dados da DGS dão ainda conta de 454 pessoas que se encontram nesta altura internadas em hospitais. São mais 26 do que no último relatório de situação da DGS. Os internamentos nas unidades de cuidados intensivos contam agora com 112 pessoas, mais três do que no relatório anterior.

Quando olhamos para os dados por regiões, é o Norte que continua a contar com mais casos acumulados, com 333.832. São mais 97 infetados nas últimas 24 horas. Segue-se Lisboa e Vale do Tejo, com um total de 314.733 (mais 56 novos casos).

O centro do País é a terceira região mais afetada. Regista 118.149 casos (mais 24 do que ontem). A região do Alentejo contabiliza agora 29.568 casos (mais nove) e o Algarve 21.391 (mais cino casos). Já os Açores têm um total de 4.554 casos (mais 14 novos infetados) e a Madeira 8.994 (mais 15). O único óbito em Portugal associado à Covid-19 nas últimas 24 horas aconteceu nos Açores.

A nível mundial, os dados do instituto Johns Hopkins apontam para mais de 141 milhões de infetados. Desde o início da pandemia já morreram mais de três milhões de pessoas por complicações causadas pela Covid-19.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT