Saúde

Há quem esteja a usar Betadine para tratar a Covid-19 — e não, não resulta

Fabricante de antissético viu-se obrigada a clarificar algumas dúvidas promovidas entre pessoas que são contra as vacinas.
Betadine não é solução contra a Covid-19.

Após ter sido confrontada com questões de vários consumidores e com teorias sem base científica que já circulam online, a fabricante do Betadine viu-se obrigada a esclarecer que o seu produto não serve para tratar a Covid-19.

O esclarecimento publicado online divide-se em duas questões que têm surgido. Uma diz respeito ao produto que muitos portugueses certamente conhecem. O Betadine faz uso de um composto chamado Iodopovidona. É usado como um desinfetante e antissético indicado para a desinfeção de feridas.

A página Farmácias Portuguesas salienta que também pode ser usado para o tratamento ou prevenção do pé de atleta. A própria marca esclarece: “Os produtos [antisséticos] só devem ser usados ​​para tratamento tópico de pequenos cortes, arranhões e queimaduras. Os produtos de primeiros socorros não devem ser usados ​​para gargarejar”. E não, não previne nem trata a Covid-19.

A marca criou também uma solução Betadine indicada para o alívio e tratamento de sintomas de garganta inflamada. Segundo o “Insider”, será esta a solução que mais tem sido usada entre quem é contra as vacinas e tem procurado uma alternativa.

Diferentes estudos têm descartado opções como a ivermectina, sem grande validade científica para o tratamento da Covid-19. Neste caso é a própria fabricante que esclarece que o produto deve ser usado “para alívio temporário ou a ocasional dor de garganta”. “Os produtos Betadine não demonstraram serem eficazes para o tratamento ou prevenção da Covid-19 ou outros vírus”.

 

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT