Saúde

Há uma nova vaga de Covid-19 na Europa e a Letónia já voltou ao confinamento

Primeiro-ministro do país fala de um sistema de saúde "em perigo" e pediu desculpa aos já vacinados.
Restrições voltam.

A Letónia é o primeiro país europeu a voltar ao confinamento, na sequência da mais recente vaga de casos de Covid-19 que está a ganhar terreno na Europa, em particular nos países com taxas de vacinação mais baixas.

Ucrânia, Roménia, Bulgária, República Checa, Sérvia e Polónia são outras das nações mais afetadas. A Ucrânia registou na quarta-feira, 20 de outubro, o dia com mais novos casos (22.415) e mortes associadas à Covid-19 (546) desde o início da pandemia.

Na Letónia, a partir desta quinta-feira, 21 de outubro, as escolas e comércio não essencial estão encerrados ao público. O confinamento vai durar até 15 de novembro e implica um mês de recolher obrigatório, entre as 20h e as 5 horas.

Krišjānis Kariņš, o primeiro-ministro, citado pelo “The Guardian”, foi taxativo: “o nosso sistema de saúde está em perigo e a única forma de sair desta crise é com a vacinação”.

A Letónia conta apenas com 57 por cento dos seus 1,9 milhões de habitantes vacinados, bem abaixo da média europeia (atualmente nos 74 por cento). Kariņš pediu inclusive desculpas aos letões já vacinados pelo regresso das medidas restritivas. Na última semana, a média de casos diários esteve acima dos dois mil, o que o coloca a Letónia no grupo de países com maiores taxas de contágio do mundo.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

Novos talentos

AGENDA NiT