Saúde

Hospital infantil vai ter sala de cinema adaptada às necessidades dos miúdos doentes

Abre em 2024, com camas confortáveis e cadeiras coloridas. Os pacientes vão poder ver as principais estreias gratuitamente.
Quer mudar o dia a dia dos miúdos.

As idas ao cinema em família são banais e frequentes para muitos miúdos. Outros, contudo, apenas podem sonhar com a possibilidade de ver um fillme num ecrã gigante e numa sala escura. É assim a vida daqueles que se encontram hospitalizados, independentemente da doença que possam ter. Para que os seus dias sejam animados com algo tão simples, está a ser criada uma sala de cinema no Alder Hey, um hospital infantil no Reino Unido, mais especificamente em Liverpool.

O projeto, que deverá ser inaugurado em 2024, está a ser financiado exclusivamente pela fundação de caridade desta mesma unidade de saúde e pelo MediCinema, uma instituição focada neste tipo de iniciativa — e responsável pela construção.

Ali haverá as habituais cadeiras (mas com muitas cores diferentes), camas, cadeiras de rodas e todo o equipamento médico necessário para o bem-estar dos pacientes — que têm idades inferiores a 16 anos.

Na sala vão ser mostrados os filmes infantis mais recentes que chegaram aos cinemas, mas de forma totalmente gratuita. Os pais também estão convidados, para que possam partilhar momentos especiais com os filhos, trazendo assim um pouco de normalidade às suas vidas. Anualmente, vai receber cerca de 5.000 visitantes.

A MediCinema, que foi fundada há 24 anos, está presente em seis hospitais do Reino Unido. Segundo a mesma, os projetos que criam ajudam a melhorar o estado emocional, psicológico e físico dos pacientes.

Um estudo corrente da organização revela que 86 por cento dos utentes afirmaram que uma ida ao cinema (embora no hospital) melhorou a sua saúde mental. 94 por cento garante que se sentiram menos isolados, enquanto 93 por cento assume que ficaram menos stressados e ansiosos. Outros 56 por cento aponta ainda que enquanto estão entretidos a ver as diferentes produções no grande ecrã, sentem menos dores.

“Este projeto é tão entusiasmante. A nossa fundação já faz de tudo para que o hospital de Alder Hey seja o melhor possível para os nossos pacientes. Esta sala da MediCinema vai garantir que, além dos melhores cuidados, têm algo extra, acrescentando à vida dos miúdos a magia que apenas um filme pode proporcionar”, diz Fiona Ashcroft, diretora da unidade de saúde.

Já Colin Lawrence, o diretor-geral da MediCinema, afirma: “Estamos muito orgulhosos de termos o nosso próximo espaço dentro deste local. Há mais de 20 anos que levamos os benefícios do grande ecrã a doentes de muitos outros lugares, e temos visto o bem que faz. Estamos muito entusiasmados para replicarmos estes sentimentos positivos em mais de 5.000 miúdos e as suas famílias todos os anos nesta nova localização.”

Nathan Askew, o chefe dos enfermeiros, faz questão de sublinhar que, para muitos, uma ida ao cinema já não é nada de especial. Para estes miúdos, contudo, vai ser algo “totalmente mágico e que lhes vai melhorar, e muito, o dia”. “Vai ser uma grande diferença para toda a gente aqui”, conclui.

Carregue na galeria e conheça melhor o espaço.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT