saúde

Infeções por VIH podem aumentar nas próximas décadas devido à falta de rastreios

Uma das causas apontadas para a falta de testes realizados no último ano é a pandemia da Covid-19.
O número de infeções de VIH pode vir a aumentar.

Nos próximos anos, os casos de SIDA podem aumentar em todo o mundo. Uma das causas apontadas é a pandemia de Covid-19 que no último ano fez diminuir o número de testes de VIH. Esta é uma das conclusões de um estudo que abrangeu 44 países de quatro continentes — e que incluiu Portugal. 

“As consequências da interrupção dos sistemas de saúde incluirão um aumento de novas infeções que podem continuar por décadas, bem como um ressurgimento das taxas de SIDA e mortalidade em indivíduos que não conseguiram ter acesso aos testes e que tiveram acesso tardio aos cuidados”, explica o relatório, aqui citado pelo “Notícias ao Minuto”.

Durante todo o ano de 2020 foram feitos menos 26 por cento dos testes na Europa em comparação com 2019. “Encontrámos um aumento na percentagem de testes positivos em todos os continentes, variando de 2 por cento em África a 43 por cento na Europa”, continua o relatório.

A vacinação contra a Covid-19 é apontada como um elemento positivo no aumento dos rastreios ao vírus da imunodeficiência humana. “Esperemos que ajude os serviços de VIH a recuperar do impacto substancial da pandemia. São necessárias estratégias para melhorar o acesso ao diagnóstico e ao tratamento nos períodos pandémico e pós-pandémico”.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT