Saúde

Já não é preciso usar máscara nos transportes públicos na Madeira

A medida entrou em vigor nesta segunda-feira, mas continua a ser obrigatório em lares e estabelecimentos de saúde.
A medida entrou em vigor na segunda-feira.

Desde segunda-feira, 1 de agosto, que o uso de máscara deixou de ser obrigatório nos transportes coletivos de passageiros na Madeira. O anúncio foi feito pela empresa de transportes públicos Horários do Funchal (HF), após decisão do Governo Regional da Madeira.

A autarquia madeirense declarou a situação de alerta na região autónoma, retirando assim a obrigatoriedade do uso de máscara nos transportes públicos, com efeitos a partir da meia-noite do dia 1 de agosto. O uso de máscara continua a ser obrigatório em “estruturas residenciais ou de acolhimento ou de serviços de apoio domiciliário para populações vulneráveis, pessoas idosas ou pessoas com deficiência, bem como unidades de cuidados continuados integrados”, adianta o governo.

Apesar de já não ser preciso utilizar máscara nos transportes públicos na Madeira, o Grupo Horários do Funchal recomenda aos passageiros que “mantenham os cuidados normais de higiene, nomeadamente a frequente lavagem ou desinfeção das mãos e a etiqueta respiratória”. Para uma maior segurança, a empresa continua a disponibilizar dispensadores de álcool gel à entrada dos autocarros e a assegurar a limpeza diária dos veículos.

A máscara também tem de continuar a ser usada em casos confirmados de infeção, em todas as circunstâncias, até ao décimo dia após a data do início de sintomas ou do teste positivo. Em Portugal continental, o uso de máscara é obrigatório nos transportes públicos pelo menos até ao final de agosto.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT