Saúde

Lembra-se do robô Sophia? Agora, tem uma irmã, a enfermeira Grace

Humanóide foi pensada para o setor da saúde, para ajuda contra o isolamento em tempos de pandemia.
Eis a Grace.

O mundo da robótica e inteligência artificial continua a progredir, ao ponto de a ficção-científica ser cada vez mais coisa da realidade. Com a Covid-19, chega uma novidade que tem tanto de fascinante como de intrigante.

É bem possível que se lembre de Sofia, o robô que por cá fez sucesso na publicidade em telecomunicações. Desenhada para ser parecida com os seres humanos ,era capaz de manter diálogos fascinantes.

Em Hong Kong, a mesma equipa responsável pelo desenvolvimento da Sofia, apresentou agora ao mundo a Grace, um robô de linhas semelhantes mas pensado para o setor da saúde. Uma das motivações para o desenvolvimento da Grace resulta precisamente da pandemia e de casos de isolamento, em particular de idosos, a que a Covid-19 tem obrigado.

A agência Reuters realça que a Grace, equipada com uniforme azul de enfermeira, usa inteligência artificial para tarefas simples como medir a temperatura, ajudas a diagnósticos. Tem feições asiáticas e fala três das línguas mais faladas no mundo: inglês, mandarim e cantonês.

“Consigo visitar pessoas e animar-lhes o dia com estimulação social mas também posso fazer terapia, leituras biométricas e ajudar profissionais de saúde”, explicou à agência noticiosa a própria Grace, na companhia do seu inventor, David Hanson, criador da Hanson Robotics.

Num tempo em que temas como a telemedicina passaram a fazer parte da atualidade na área da saúde, o robot procura combinar dois lados, funcionando à distância (é um robô que interage com pacientes) e ao mesmo tempo simula um lado humano, “para interações cara a cara”, como explicou o criador de Grace.

O lado das expressões faciais foi uma das principais preocupações no desenvolvimento do projeto. Para imitar humanos, a Grace consegue simular pelo menos 48 movimentos de músculos faciais.

Há mais de duas décadas que a Haonson Robotics trabalha no desenvolvimento de robótica cada vez mais próxima das interações humanas. Grace é a sua mais recente e atualizada proposta. O site da empresa destaca o lema simples da casa: “Damos vida a robôs”, frase que poderia figurar muito bem nalguma historia sci-fi.

O plano é que esta Grace dê lugar a muitas outras quando começar a ser produzida em massa já no próximo mês de agosto. Será na Ásia que a Grace irá surgir primeiro, em Hong Kong mas na própria China continental, Japão e Coreia. 

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT