Saúde

Más notícias: os preços dos medicamentos genéricos podem subir ainda mais

Os especialistas alertam que os stocks já estão a ser afetados e podem começar a faltar fármacos essenciais devido à inflação.
A inflação continua a atingir todas as áreas.

A inflação tem feito disparar não só o preço dos alimentos, mas também de outros bens e produtos essenciais de várias áreas, incluindo a da saúde. Os preços dos medicamentos genéricos dispararam devido à subida dos custos de produção e este não é o único problema que afeta o setor. A escalada da inflação está a reduzir a margem de lucro das farmacêuticas, o tem levado à escassez de remédios em hospitais e farmácias por todo o País.

A Associação Portuguesa de Genéricos e Biossimilares (APOGEN) anotou, segundo o “Expresso”, que nos próximos tempos os fabricantes vão ter que retirar vários fármacos do mercado. Em causa, está o facto de estarem a perder dinheiro, já que o aumento da produção não está a ser compensada pelo Estado.

O aumento dos custos da energia, das matérias-primas utilizadas e dos equipamentos necessários no desenvolvimento dos medicamentos, são alguns dos motivos que estão a agravar o fenómeno. Para combater este problema, a associação de fabricantes defende que a necessidade do Orçamento de Estado para 2023 passe a incluir uma contribuição extraordinária para a indústria farmacêutica.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT