Saúde

Matilde estável nos cuidados intensivos — e já foram doados quase 850 mil euros

Os pais dizem que o antibiótico está a fazer efeito e que estão gratos por estarem a aproximar-se do objetivo de dois milhões.
Está internada desde quarta-feira, 26 de junho.

Depois de os pais terem revelado que Matilde — a bebé de dois meses que está internada com uma doença rara chamada Atrofia Muscular Espinal tipo 1 — estava nos cuidados intensivos do hospital, fizeram uma nova atualização do seu estado de saúde este sábado, 29 de junho.

“Continuo nos cuidados intensivos, mas mantenho-me estável. Já não tenho febre e o antibiótico está a fazer efeito. Os papás estão aqui comigo e por isso é muito difícil conseguirem atender/responder às chamadas/mensagens, espero que compreendam…”, escreveram os pais, Carla e Miguel Sande, na página de Facebook de apoio a esta menina.

Noutra publicação no mesmo dia, revelaram que já receberam 817 mil euros na conta solidária que criaram para ajudar a filha — PT50 0035 0685 00008068 130 56 — Caixa Geral de Depósitos.

“Graças a todos vocês que caminham connosco, lado a lado, que têm ajudado cada um da forma que pode, conseguimos chegar aos 817,690 mil. Temos muito orgulho em ser portugueses, mas ainda mais orgulho no povo português. Nunca será possível expressar o tamanho da nossa gratidão perante a vossa generosidade, solidariedade e apoio nesta nossa luta que se tornou a vossa também”, escreveram no Facebook.

Matilde precisa de um medicamento que custa quase dois milhões de euros chamado Zolgensma e que só está disponível nos EUA. 

Evelyn Villarreal foi uma das primeiras crianças com a mesma condição a experimentar o medicamento. Na altura, tinha oito semanas. Contra todas as probabilidades, atualmente tem quatro anos e uma vida normal. Conheça esta história e mais pormenores sobre a doença neste artigo da NiT.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT