Saúde

Moderna desenvolve vacina para o inverno contra gripe e Covid-19

A revelação foi feita pelo CEO da farmaceutica no Fórum Economico Mundial, em Davos, na Suiça. Estará pronta em 2023.
A Moderna quer também ter vacina de dose única.

A farmacêutica Moderna, uma das grandes responsáveis pela existência de vacinas contra a Covid-19, está a desenvolver uma vacina que protege em simultâneo contra o novo coronavírus e a gripe. A revelação foi feita pelo presidente executivo da empresa durante o Fórum Económico Mundial, em Davos, esta segunda-feira, 17 de janeiro.

Ao intervir num dos painéis, Stéphane Bancel afirmou: “O nosso objetivo é sermos capazes de ter uma vacina de reforço única e anual, de forma a que não tenhamos questões de conformidade, com as pessoas a não quererem receber duas a três doses a cada inverno”. Acrescentando ainda que o melhor cenário seria estar já pronta no outono de 2023.

Além disso, o CEO da Moderna adiantou que a empresa está atualmente a concluir o processo de criação de uma vacina especifica contra a variante Omicron. “Está a ser terminada”, referiu o responsável, acrescentado que, após partilhar os dados com as entidades reguladores, deverá começar os ensaios clínicos em breve.

Estes não são os únicos planos que a farmacêutica tem. Em entrevista ao jornal “The Guardian”, este mês, o responsável pela empresa no Reino Unido, Darius Hughes, afirmou que outro objetivo é conseguir uma vacina de dose única. “A primeira prioridade, depois de obter a vacina apropriada contra a variante Ómicron, é desenvolver uma vacina respiratória de dose única”.

Ao longo dos últimos meses, Bancel tem sido uma das vozes apoiantes das doses de reforço das vacinas. Segundo o mesmo, existe uma necessidade de quarta dose, face ao declínio da proteção conferida pelas anteriores após alguns meses.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT