Saúde

Novo ano letivo arranca sem medidas contra a Covid-19

Este pode ser mais um sinal do tão esperado regresso à normalidade, após dois anos de pandemia.
Diretores ainda não receberam nenhuma informação.

O próximo ano letivo, que se inicia em meados de setembro, vai arrancar sem medidas de combate à propagação da Covid-19 específicas para as escolas. O Ministério da Educação explicou ao jornal “Público”, que tendo em conta a fase atual da pandemia e a norma da Direção-Geral da Saúde (DGS) que está em vigor, “compete a cada um o cumprimento de medidas não farmacológicas de prevenção de infeção”. Este pode ser mais um sinal do tão esperado regresso à normalidade, após dois anos de pandemia.

“No contexto atual, a abordagem aos casos de suspeita ou confirmação de infeção por SARS-CoV-2 é implementado através das medidas e ações constantes na Norma 004/2020, cuja última atualização data de 6 de julho2, explica o Ministério da Educação, confirmando que “não existem medidas específicas para as escolas”.

Segundo o mesmo jornal, os diretores das escolas ainda não receberam nenhum comunicado oficial a informar que não vão existir limitações no próximo ano letivo. O presidente da Associação Nacional de Diretores de Agrupamentos e Escolas Públicas (Andaep), Filinto Lima, afirma que há esperança de que “este seja um ano de regresso à normalidade das escolas antes da pandemia”.

De acordo com os dados conhecidos na passada sexta-feira, 5 de agosto, o País registou 66 mortes e mais 21.302 casos nos últimos dias. A mortalidade diminuiu, assim como o número de infeções e de internamentos.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT