Saúde

O mito é verdade: as pessoas que dormem de meias descansam melhor

É uma discussão antiga, mas a ciência revelou o que muitos desconfiavam.
Faz parte de que grupo?

Faça chuva ou sol, esteja frio ou calor, não interessa: há pessoas que não conseguem dormir sem ter meias calçadas. E existe o outro grupo, que odeia sentir os pés apertados e quentes durante a noite. Mas, afinal, quem consegue mais benefícios com esta decisão?

Pode pensar que não é fácil chegar a uma conclusão, já que os gostos variam e há quem prefira mais um determinado tipo de cobertor, almofada ou pijama. Afinal, isso pode influenciar se tem uma noite de sono incrível ou se acorda com olheiras.

Porém, existe a ciência. Segundo a National Sleep Foundation (ou Fundação Nacional do Sono dos Estados Unidos), ter o hábito de dormir sempre, ou quase sempre de meias, pode fazer com que entre num sono mais profundo e longo. Portanto, que consiga descansar muito mais.

A razão é simples de explicar: as meias mantêm os pés mais quentes. Ninguém questiona este facto, certo? Isso promove a dilatação dos vasos sanguíneos — o processo que indica ao nosso cérebro que está na hora de descansar — e o calor é redistribuído pelo corpo. 

“Algumas pesquisas têm mostrado que, quanto mais há vasodilatação nas mãos e nos pés, menos tempo se leva para adormecer”, explica a Fundação Nacional do Sono dos Estados Unidos.

Francisco Puertas, um neurofisiologista e membro da Sociedade Espanhola do Sono, já tinha explicado à “BBC” que para dormir o nosso corpo precisa que a temperatura central diminua entre 0,5 a 0,8 graus — só assim o cérebro vai perceber que são horas de ir para a cama.

Um artigo publicado em abril de 2018 no “Journal of Physiological Anthropology” avançou que o uso de meias teve “efeitos positivos na qualidade do sono” em vários participantes.

“Diminuiu o tempo que os participantes levaram para adormecer, alargou-se o tempo de sono e foi menor o número de vezes em que eles despertavam durante a noite”, dizem os investigadores da Universidade Nacional de Seul, na Coreia do Sul.

Apesar das evidências científicas, continuam a existir pessoas que defendem que usar meias para dormir não é algo natural, provocando “a sensação de que os pés não respiram”, diz o site “The Sleep Advisor”, que junta conselhos de especialistas sobre o sono.

“Essas pessoas são, geralmente, as mais calorentas, não precisando” das meias, responde Francisco Puertas.

Que tipos de meias deve privilegiar? A recomendação é consensual: usar meias feitas de fibras naturais como algodão, lã ou fio. Assim, consegue manter uma temperatura corporal correta e reduz a sensação de frio, mas também favorece uma adequada transpiração da pele.

Truques para dormir melhor durante a pandemia

Usar meias para dormir tem benefícios em qualquer circunstância e em tempos de pandemia não é exceção. Mas não é o único. Muitas pessoas têm relatado a vivência de sonhos estranhos e muito realistas durante os últimos meses, como a NiT já havia revelado. Isto acontece porque o nosso corpo, muitas vezes, reflete a realidade em que vivemos. 

“A alteração nas rotinas, unidas ao stress e à ansiedade provocados pelas preocupações e incertezas, o caos nos horários das refeições ou o tempo dedicado ao lazer, trabalho ou estudo, assim como a grande quantidade de horas que todos passamos em frente aos ecrãs, pode afetar não só as horas de sono, como a sua qualidade”, explicam os especialistas da aplicação de mindfulness Petit Bambou.

“E se descansamos mal, ficamos mais irritáveis e com menos ânimo”, acrescentam. “Quando se sofre de insónias nada parece real. As coisas distanciam-se. Tudo parece a cópia de uma cópia, de outra cópia.”

A boa notícia é que existem, então, alguns truques que o vão ajudar a dormir melhor — e que são muito fáceis de pôr em prática. Carregue na galeria para conhecer cinco deles.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

Novos talentos

AGENDA NiT