Saúde

OMS aprova uso de emergência da vacina chinesa contra a Covid-19

A sua utilização, como uma única dose (0,5ml), é recomendada em todas as faixas etárias a partir dos 18 anos.
É a 11ª aprovada.

A utilização de emergência da vacina de fabrico chinês Convidecia contra a Covid-19 foi aprovada esta quinta-feira, 19 de maio, pela Organização Mundial da Saúde (OMS). A entidade avançou a decisão em comunicado, citado pela agência “Lusa”. De acordo com o mesmo, esta proporciona uma imunização com 64 por cento de eficácia contra a doença sintomática e 92 por cento em casos graves.

“O grupo consultivo técnico para a listagem de uso de emergência, convocado pela OMS e composto por especialistas de todo o mundo, determinou que a vacina atende aos padrões da OMS para proteção contra a Covid-19 e que os benefícios da vacina superam em muito os riscos”, explica.

Refere, igualmente, que a vacina produzida pela CanSino Biologics foi avaliada no âmbito do procedimento da lista de uso de emergência da autoridade de saúde, que tem como base a revisão de dados sobre qualidade, segurança, eficácia, plano de gestão de riscos, adequação programática e inspeção de local de fabricação. Com esta aprovação, o índice passou a contar com 11 vacinas.

A Convidecia, baseada num adenovírus humano modificado que expressa o pico de proteína S de SARS-CoV-2, foi analisada no início de maio pelo Grupo Consultivo Estratégico de Especialistas em Imunização (SAGE), responsável por formular políticas específicas de vacinas e recomendações para o uso em populações. O SAGE recomenda o uso da vacina como uma única dose (0,5ml), em todas as faixas etárias a partir dos 18 anos.

Leia sobre a nova linhagem da Ómicron, mais transmissível e preocupante de acordo com o Centro Europeu de Prevenção e Controlo de Doenças, que já é dominante em Portugal — o país da União Europeia com mais casos diários. Também em Portugal, as infeções de Covid-19 nos mais velhos atingem os níveis mais elevados de sempre, o que levou a uma antecipação da administração da dose de reforço.

Conheça as últimas recomendações de Graça Freitas, diretora-geral da Saúde, quanto ao uso de máscaras de proteção em espaços fechados ou aglomerados, e as atualizações das normas relativas à utilização de equipamentos de proteção individual nas termas e nos dentistas.

 Saiba ainda como os cientistas finlandeses estão a treinar cães farejadores para detetar pessoas infetadas com Covid-19.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT