Saúde

Os contactos próximos dos 588 infetados com varíola dos macacos já estão a ser vacinados

A vacinação arrancou a 16 de julho. A DGS garante que os elegíveis estão a ser identificados nas diferentes regiões do País.

Portugal tem um total de 588 casos confirmados de infetados pelo vírus da Monkeypox (VMPX), dos quais 73 foram confirmados na última semana, indicou a Direção-Geral da Saúde (DGS). A autoridade de saúde anunciou ainda que a vacinação dos contactos próximos dos infetados já arrancou.

De acordo com o relatório semanal da DGS divulgado esta quinta-feira, 21 de julho, a maioria dos casos foram reportados em Lisboa e Vale do Tejo, seguindo-se a região Norte com 55 registos, a região do centro do País conta com oito infetados, enquanto o Alentejo e o Algarve registaram cinco e quatro, respetivamente, e a Madeira três.

Desde o início do surto, a 3 de maio, até à última quarta-feira, foram identificados 588 casos em Portugal, confirmou a autoridade de saúde, ao notar que num universo de 391 casos reportados através do Sistema de Vigilância Epidemiológica, a maior parte tem entre 30 e 39 anos e é do sexo masculino. Até à data, apenas uma mulher portuguesa foi infetada.

A vacinação arrancou a 16 de julho (sábado) com a administração do fármaco contra a varíola aos primeiros três contactos próximos de casos confirmados. A DGS garante que desde então continuam a ser identificadas e orientadas para vacinação as pessoas elegíveis nas diferentes regiões do País.

Portugal recebeu 2.700 doses da vacina contra a Monkeypox, doadas pela pela Comissão Europeia através da HERA (Autoridade de Preparação e Resposta Sanitária). Serão entregues nas várias regiões do País dependendo do número de casos identificados. No entanto, segundo a SIC Notícias, pode estar a caminho um fármaco desenvolvido para combater especificamente o vírus da varíola dos macacos.

A empresa de biotecnologia dinamarquesa BAVA.CO informou esta sexta-feira, 22 de julho, que o regulador europeu recomendou o alargamento do uso da sua vacina contra a varíola também contra esta patologia que tem assombrado o mundo nos últimos tempos. Os sintomas mais comuns da doença são febre, dor de cabeça intensa, dores musculares, dor nas costas, cansaço, aumento dos gânglios linfáticos com o aparecimento progressivo de erupções que atingem a pele e as mucosas.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT