Saúde

Pedro põe jogadores a assinarem camisolas para ajudar miúdos com doenças raras

É agente desportivo e leiloa peças autografadas pelos grandes nomes do futebol. Ronaldo também assinou uma.
O agente já leiloou várias camisolas.

Ronaldo, Cédric Soares, Sérgio Oliveira, Diogo Dalot, Ricardo Horta, Hugo Viana, Gyokeres — e muitos mais. Esta lista de nomes sonantes faz parte da agenda profissional de Pedro Miguel Pedrinho, agente desportivo no universo do futebol. Hoje, a sua dedicação ao trabalho ultrapassou as fronteiras do jogo. Nos últimos tempos, decidiu usar os seus conhecimentos para abraçar uma missão: ajudar quem mais precisa. 

Pedro, de 39 anos, faz leilões de T-shirts assinadas por grandes nomes da bola. O objetivo é para apoiar miúdos com doenças raras, cujos tratamentos são dispendiosos e, muitas vezes, diários. O agente desportivo encontra mais significado nestas conquistas do que no mercado da Arábia Saudita, onde mais trabalha. 

Tudo começou com uma camisola do Cédric Soares, o lateral direito do Arsenal. “A partir daí foi uma bola de neve”, conta Pedro em entrevista à NiT. “Quando comecei a conhecer os casos, uma pessoa entra realmente num mundo em que muito poucos estão a par”. Pedro não conhecia nenhuma destas situações a nível pessoal, mas a amiga de uma família que procurava ajuda, lembrou-se que uma camisola poderia ser um contributo eficaz. Falou com Pedro e o agente tratou do assunto, em nome de Isa — uma jovem com sete anos, que aos 10 meses, após uma febre, teve uma síndrome rara — F.I.R.E.S. — que lhe causou danos neurológicos irreversíveis.

Duas das camisolas leiloadas.

“Uma coisa é ver a realidade através das redes sociais ou da televisão, mas quando vemos os jovens e as famílias ao nosso lado é diferente”. Foi a proximidade com este tipo de situações que lhe deram força para fazer algo. 

“Quando conheci pessoas que não têm dinheiro para pagar os tratamentos e têm de arranjar outras soluções, como concertos solidários, rifas, entre outros — sendo que o Governo ajuda pouco ou nada — percebi que tinha de fazer alguma coisa. A partir daí comecei a ajudar. É algo que me faz sentir bem”, confessa.

Um dos casos que deixa o agente mais orgulhoso resultou numa T-shirt assinada por Cristiano Ronaldo, do seu clube atual — o Al Nassr, na Arábia Saudita. O leilão chegou aos 3500€. “Dou-me muito bem com o Luís Castro, o treinador do Al Nassr. Ele é que me disse que o Ronaldo estava sempre muito dependente de contratos, mas até chegámos a conversar os três ao telefone, em alta voz, e ele disse logo que seria possível”, conta o agente. “Entretanto já recebi outra camisola, do Otávio, que também irá para leilão, na altura do Euro”.

O dinheiro angariado com a camisola do número 7 da Seleção nacional reverteu para Isa e Afonso, e a segunda terá o mesmo destino. Afonso sofreu uma paragem cardio-respiratória quando tinha 15 anos, em 2019, ficando com uma elevada incapacidade e sequelas neurológicas, também estas inconvertíveis. Ambos necessitam de cuidados diários e de tratamentos bastante dispendiosos — mas, infelizmente, existem muitos outros casos semelhantes.  

Pedro e Ronaldo
Cristiano Ronaldo não hesitou em ajudar.

A lista de jogadores elencados no início desta história inclui apenas alguns dos nomes que já contribuíram para a missão de Pedro. Um dos pedidos mais recentes, tinha como objetivo a assinatura de Gyokeres, mas chegou com o plantel inteiro rubricado. “Todos os jogadores reagem muito bem”, afirma o agente desportivo. 

“Antes tinha outra noção. Ver na televisão é diferente de encarar a situação. Quando fui a casa do Afonso levar-lhe a camisola do Cristiano, fiquei sem chão. Às vezes, pensamos que o nosso dia correu mal, mas depois vemos um miúdo numa cama. Fiquei sem chão, completamente”. Quando ouviu o testemunho da mãe de Isa na televisão, mesmo já conhecendo a história, só lhe dava “vontade de sair a meio do direto”, por não aguentar a situação destas pessoas. 

Pedro não esconde o que sente e faz deste o seu objetivo pessoal. “Não vou descansar até levar isto ao Governo. Os partidos é que deviam fazer força para falar mais destes casos. As famílias ficam sem saber o que fazer”.

O agente apresenta os leilões para as várias causas no seu Facebook pessoal, de onde já resultaram cerca de seis camisolas. No entanto, também já criou uma página — a Unidos Pelo Bem — para partilhar os apelos das várias famílias ou novos leilões que tenha em mãos. Atualmente, estão decorrer as licitações de uma T-shirt autografada por Rúben Amorim, treinador do Sporting, até 7 de junho.  

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT