saúde

Pessoas que tenham reações adversas graves à vacina contra a Covid-19 serão indemnizadas

O anúncio foi feito pela Organização Mundial da Saúde e abrange vacinados de 92 países mais pobres.
Todo o programa será conhecido a 31 de março.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) criou um programa que irá indemnizar pessoas que tenham sido vacinadas contra a Covid-19 e que apresentem efeitos secundários graves. O objetivo é evitar o recurso a tribunais que por norma são processos mais demorados e dispendiosos.

O anúncio do programa foi feito esta segunda-feira, 22 de fevereiro, e abrange pessoas de 92 países mais pobres que receberam vacinas que foram financiadas pelo Covax, que é dirigido pela OMS.

Esta iniciativa não terá qualquer custo para os os beneficiários. No site oficial a OMS garante que este é um procedimento rápido, justo e transparente para indemnizar lesados pela vacinação com efeitos raros e graves.

Até 31 de março serão colocadas no site todas as informações relativas a este programa de compensações e à forma como as pessoas as poderão receber. 

A OMS revelou ainda que já foram administradas em todo o mundo mais de 200 milhões de vacinas.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT