Saúde

Pfizer avisa que pode ser necessária uma terceira dose da vacina

O alerta surge da parte do CEO da farmacêutica norte-americana.
Atualmente, são administradas duas doses.

Esta quinta-feira, 15 de abril, a Pfizer/BioNTech avisou que quem tomou a vacina da farmacêutica contra a Covid-19 vai “provavelmente” necessitar de uma terceira dose, bem como uma dose anual. 

“Uma hipótese plausível é que provavelmente será necessária uma terceira dose, entre seis a doze meses [seguintes à toma das duas primeiras doses], e a partir daí uma vacinação a cada ano”, disse o CEO, Albert Bourla, em entrevista ao canal norte-americano CNBC.

O diretor da farmacêutica explicou que estas hipóteses estão ainda a ser analisadas, porém, refere mesmo que é “muito provável” que aconteçam, sobretudo por causa das novas variantes do vírus, como a britânica e a sul africana.

Em fevereiro, a Pfizer/BioNTech já tinha anunciado que estava a estudar o efeito de uma terceira dose da vacina precisamente devido às mutações. Neste momento, são administradas duas docas, através da tecnologia mRNA (a mesma da versão da Moderna), garantindo uma eficácia de 95 por cento, segundo os ensaios clínicos realizados até à data.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT