saúde

Portugal vai comprar 16 milhões de doses de vacinas contra a Covid-19

O anúncio foi feito por António Costa no final a reunião do Conselho Europeu, que decorreu por videoconferência.
Ainda não se sabe quando podem chegar.

“Relativamente a três das vacinas, já estão definidas as doses a comprar: Numa 6,9 milhões; em outra 4,6 milhões; e, na terceira, 4,5 milhões.” Foi desta forma que o primeiro-ministro António Costa anunciou que Portugal vai adquirir, numa primeira fase, 16 milhões de vacinas contra a Covid-19. 

O anúncio foi feito numa conferência de imprensa esta quinta-feira, 19 de novembro, depois do Conselho Europeu, que decorreu por videoconferência. Este foi um dos assuntos tratados nesta reunião de líderes europeus.

António Costa falou ainda da forma como as vacinas vão chegar a cada um dos países, dizendo que a distribuição não será feita com base na população de cada estado membro. “Serão distribuídas simultaneamente em todos os estados membros e nas mesmas condições”, explicou.

“Ficou também estabelecido que a Comissão Europeia vai desenvolver o trabalho para que exista uma estratégia comum de informação sobre a vacinação, de forma a que haja confiança na cidadania europeia em torno da vacina contra a covid-19″, continuou o primeiro-ministro.

Em relação às vacinas, não foi revelado qual dos laboratórios irá fornecer as doses indicadas. Sabe-se que a União Europeia já tem fechados contratos com AstraZeneca, a Johnson&Johnson, a Sanofi e a Pfizer. Há ainda negociações que estão a ser feitas com mais três empresas.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT