Saúde

Portugal vai comprar 38 milhões de vacinas, “muito mais” do que é necessário

Foi a ministra da Saúde, Marta Temido, quem o disse numa entrevista com a agência Lusa.
Vai haver uma alteração em relação às segundas doses.

Portugal vai comprar cerca de 38 milhões de vacinas contra a Covid-19, “muito mais” do que as unidades necessárias para vacinar na íntegra a população portuguesa, disse a ministra da Saúde, Marta Temido, em entrevista com a agência Lusa, citada pelo “Observador”.

Esta compra avolumada também permite dar apoio a outros países. “Se alguma coisa esta pandemia nos ensinou foi que só quando todos estiverem a salvo, cada um de nós estará a salvo”, afirmou Marta Temido.

A ministra da Saúde disse ainda que, tal como proposto pelo coordenador do plano de vacinação, Gouveia e Melo, vai ser adiada a toma da segunda dose para que seja possível vacinar mais 200 mil pessoas até ao final de março. Marta Temido adiantou que “essa alteração técnica está a ser desenhada e entrará em vigor tão breve quanto sejam as novas vacinações”, tendo em conta que esta nova medida não abrange quem já levou a primeira dose e tem marcada a administração da segunda.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT