Saúde

Quem não usar máscara na Indonésia tem de ficar deitado num caixão

O objetivo é consciencializar a população para a importância de usar os equipamentos de proteção.
É um castigo inesperado.

Se há países que usam métodos mais brandos para consciencializar as populações para o uso de máscara, bem como de outros equipamentos de proteção individual, existem também os mais radicais. Em Jacarta, na Indonésia, por exemplo, o castigo para quem anda sem máscara de proteção na rua é inesperado.

As autoridades decidiram que essas pessoas devem ser obrigadas a ficar durante um minuto deitadas dentro de um caixão. Se preferir, o infrator pode pagar apenas uma multa. 

“Com a Covid-19, existe o risco de (os infratores) serem colocados dentro de um caixão de verdade”, disse, citado pelo “Today”, Budhy Novian, diretor da Agência de Ordem Pública de Jacarta Oriental, acrescentando que o castigo vai manter-se enquanto for necessário.

Outros distritos em Jacarta também espalharam caixões e alertas nas ruas,i que apresentam os dados da taxa de mortalidade para despertar a consciência para a infeção por Covid-19.

A Indonésia soma, até à data, mais de 180 mil casos da doença. Já morreram quase oito mil pessoas.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT