Saúde

Registados mais 2 casos suspeitos de hepatite aguda infantil em Portugal

Ambos foram detetados na Madeira. A Direção-Geral da Saúde adianta que as crianças se encontram estáveis.
O número está a aumentar.

Existem mais dois casos suspeitos de hepatite aguda infantil em Portugal. Ambos foram detetados na Madeira, adiantou a Direção-Geral da Saúde à “Lusa”, citada pelo “Notícias ao Minuto”. A DGS acrescenta que as crianças estão estáveis.

“Está quase a fazer um mês que isto começou em Portugal e temos tido, em média, um caso dia sim, dia não, todos com evolução favorável”, explica Rui Tato, o diretor do Programa Nacional para as Hepatites Virais, à mesma agência.

A 28 de abril, surgiu o primeiro caso suspeito desta hepatite aguda no País, que não veio a confirmar-se. A criança de 21 meses que esteve internada no Hospital de São João, no Porto, tinha afinal gripe A. Logo após esta primeira ocorrência, a DGS criou uma task-force para acompanhar a evolução da doença no País.

A origem da patologia ainda é desconhecida. Os casos encontrados até ao momento foram registados em miúdos entre um mês e os 16 anos. Entre os principais sintomas estão dores abdominais fortes, diarreia e vómitos.

O Centro Europeu de Prevenção e Controlo de Doenças (ECDC) está a monitorizar os casos notificados nos vários países e irá pronunciar-se em breve sobre o surto. Tal como para a Covid-19, a DGS recomenda “a higiene das mãos e a etiqueta respiratória” como medidas de prevenção da patologia.

Saiba quais os sintomas em pormenor que estão na origem desta doença e as medidas de prevenção a adotar para proteger os seus filhos.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT