Saúde

Se desespera com dores de costas e contraturas, este tratamento inovador pode ajudar

É não invasivo e focado na coluna vertebral, sendo indicado para quem sofre da lombar, ou mesmo enxaquecas e hérnias.
Pode haver uma solução.

Atualmente não existem ninguém que nunca se tenha queixado de dores de costas. Estas afetam a maioria das pessoas, independentemente da idade. Mesmo os miúdos já sofrem deste mal. As mochilas carregadas de livros e cadernos são, muitas vezes, as culpadas. No entanto, a banalização dos computadores, tablets e consolas de videojogos, criou todo um novo universo que alterou radicalmente os hábitos e comportamentos de todos. Com estes novos aparelhos passamos a passar mais horas sentados, muitas vezes assumindo posturas erradas, focados apenas nos ecrãs.

Segundo a Organização Mundial da Saúde, 80 por cento da população sofre de algum tipo de dor nas costas. Estas podem surgir por vários motivos: são sintoma de alguma outra doença, ou simplesmente como consequência de um esforço realizado de maneira indevida. Contudo, existem várias formas de aliviar este mal-estar.

José Pedro Ribeiro, quando começou a trabalhar como enfermeiro percebeu que grande parte dos portugueses se queixavam deste mal. E nesse sentido começou a compreender que as terapias complementares podiam ser um ótimo aliado. Esta conclusão chegou-lhe um pouco por experiência própria: “recorri várias vezes à osteopatia enquanto utente e fiquei sempre surpreendido com os resultados”, contou à NiT. Porém, mais tarde conheceu a quiropraxia e percebeu que talvez o seu caminho passasse mais por este método.

O que é a quiropraxia?

“A quiropraxia é uma área da saúde que tem como foco o diagnóstico, tratamento e prevenção de problemas nos ossos, músculos e nervos através de várias técnicas realizadas com as mãos”, explica José Pedro Ribeiro, especialista na área. E continua: “essas técnicas têm como principal objetivo restabelecer o fluxo nervoso do corpo para que o mesmo se possa manter funcional e em equilíbrio”.

A quiropraxia é um tratamento que pode ser feito de forma isolada ou para complementar outros tipos de tratamentos médicos. Geralmente é indicada para quem sofre de dores no pescoço, nas costas, na lombar, ou mesmo enxaquecas, ou de hérnias. A tão frequente contratura muscular também pode ser tratada da mesma forma. “Esta condição é, muitas vezes proveniente de desalinhamentos ósseos que são facilmente resolvidos com as manipulações quiropráticas”, explica o quiroprata. “Se tiverem outra origem como, por exemplo, o excesso de esforço físico, complementa-se com outras técnicas que como a ventosaterapia ou a terapia miofascial”.

Ao início pode parecer que estamos a falar sobre osteopatia. Mas não é o caso. “Apesar de serem terapias irmãs, a grande diferença entre os dois métodos está nos detalhes, desde a maneira como é feito o diagnóstico, ao tratamento utilizado”, afirma o profissional de enfermagem. As manipulações articulares, por exemplo, apesar de serem mais conhecidas pela quiropraxia, também acontecem na osteopatia. “No entanto, a maneira como é realizado esse procedimento é que marca a grande diferença entre ambas”, esclarece.

“Na quiropraxia, o foco do trabalho é a coluna vertebral, onde o quiroprata procura subluxações vertebrais que possam estar a causar a obstrução no fluxo nervoso de forma a corrigir o mesmo”. Na osteopatia, a abordagem é mais geral e o osteopata procura, desde o inicio, outras disfunções corporais, “ao invés de se focar primariamente na coluna vertebral”, relaciona.

Se sofre de dores de costas e já tentou de tudo para melhorar esta condição a quiropraxia pode ser a resposta que procura. Pode fazer uma sessão com o especialista José Ribeiro no seu recente espaço. O Polisaúde abriu no passado dia 19 de setembro, em Braga. Até ao final do ano cada consulta tem o preço especial de 20,00€. Para marcar pode fazê-lo através da página da clínica.

Carregue na galeria para conhecer o espaço e ver como são feitas as consultas.

ver galeria

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT