Saúde

Se não há distanciamento social, é proibido fumar na rua e nas esplanadas da Galiza

Esta é a primeira região espanhola a tomar esta medida. Andaluzia, Valência e Madrid podem seguir o mesmo caminho.
Agora terá que se afastar para o fazer.

Os casos de Covid-19 em Espanha não tem parado de aumentar nos últimos dias, por isso as autoridades de saúde estão a tomar medidas extraordinárias para diminuir o risco de propagação do vírus. Desde quarta-feira, 12 de agosto, que é proibido fumar na rua e nas esplanadas na Galiza, caso não seja possível garantir a distância de segurança de dois metros entre pessoas, noticia o jornal “El País” após a publicação da regra no Diário Oficial da Galiza (DOG).

O presidente da Galiza,  Alberto Núñez Feijóo, anunciou esta nova medida de restrição em conferência de imprensa. “Vários membros do Comité Clínico concordaram que fumar sem qualquer limitação, seja numa esplanada, com pessoas por perto, ou mesmo em zonas de grande afluência de cidadãos, sem qualquer distância física de segurança, representa um risco alto de infeção”. 

A Galiza é a primeira comunidade autónoma espanhola a implementar uma medida deste género. Na quarta-feira, esta região tinha 827 casos ativos de infecção, mais 87 do que no dia anterior, segundo os dados das autoridades de saúde local. 

Esta medida foi recomendada pelo Comité Clínico de Especialistas da Covid-19 na sua reunião semanal, depois de considerar que o fumo libertado pelo tabaco constitui um risco elevado de propagação do vírus — e está de acordo com um documento criado em julho pela Comissão de Saúde Pública.

“No caso específico de consumo de tabaco ou cigarros eletrónicos na via pública e em espaços ao ar livre, como as esplanadas, pode não ser utilizada a máscara, sempre que se tenha em conta o número de pessoas e a dimensão do espaço”, indica o texto do Diário Oficial da Galiza. 

Além disso, há preocupações com a proteção individual dos fumadores. Há evidências científicas que comprovam que a doença em fumadores ataca muito mais do que em não fumadores — o risco de apanhar uma pneumonia grave multiplica cinco vezes nestes casos.  Já o risco de contágio também é superior, porque os fumadores têm a tendência de tocar na máscara mais vezes.

Ainda assim, a Galiza não é a única região que está a pensar tomar medidas semelhantes. A região de Castela e Leão, por exemplo, criou um grupo técnico para analisar a implementação desta medida, mas ainda não tomou qualquer decisão. A Andaluzia também tem previsto estudar esta questão com os respetivos especialistas. Mais regiões autónomas poderão seguir o exemplo da Galiza, como Madrid ou Valência. 

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

NiTfm

AGENDA NiT