Saúde

Testes mostram que a vacina da Pfizer é eficaz em miúdos com mais de 5 anos

A dose tomada foi de 10 microgramas, um terço da levada pelos maiores de 12 anos. Os resultados foram, contudo, os mesmos.
Só precisa de ser aprovada.

A faixa etária dos menores de 12 anos tem sido uma das maiores interrogações do processo de vacinação não só em Portugal, mas no mundo inteiro. Após uma segunda fase de testes, a Pfizer anuncia que a vacina contra a Covid-19 é eficaz nos miúdos com mais de cinco anos.

A dose tomada foi, porém, diferente da dose que está a ser administrada aos maiores de 12 anos. Enquanto estes recebem 30 microgramas, os miúdos entre os 5 e os 11 anos levaram uma dose com um terço da anterior (10 microgramas).

“A dose de 10 microgramas foi cuidadosamente selecionada como a dose preferida para a segurança, tolerabilidade e imunogenicidade nas crianças de 5 a 11 anos de idade”, anunciou a Pfizer.

Após a toma das duas doses, os pacientes foram acompanhados pela farmacêutica, onde foi feito um balanço da eficácia da vacina. Segundo a Pfizer, houve uma “forte resposta imunológica neste grupo de crianças um mês após a segunda dose”. “Além disso, a vacina foi bem tolerada, com efeitos colaterais geralmente comparáveis ​​aos observados em participantes de 16 a 25 anos de idade”, adianta.

Estes dados vão agora ser apresentados à Food and Drug Administration (FDA) que aprovará, ou não, a toma da vacina da Pfizer na faixa etária entre os 5 e os 11 anos. O próximo objetivo da farmacêutica é testar a vacina em miúdos a partir dos seis meses de idade.

 

 

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT