Saúde

Tenha cuidado com as panelas que usa para cozinhar — podem ser perigosas para a saúde

Segundo alguns especialistas, os tachos riscados podem estar na origem de vários casos de cancro e infertilidade.
Qualquer risco pode ser perigoso.

Quantas vezes já olhou para aquela fritadeira e apeteceu deitá-la fora tal era o seu mau estado? Pois, se calhar deveria ter seguido o seu instinto. Segundo um grupo de investigadores da Universidade de Newcastle, na Austrália, panelas e tachos riscados representam um grande risco para a saúde.

Num estudo publicado na revista “Science of The Total Environment”, cuja edição será lançada, oficialmente, a 10 de dezembro, os médicos concluíram que basta um risco numa panela anti aderente para libertar milhões de partículas de microplástico tóxico nas refeições. Estas substâncias, também conhecidas como “produtos químicos eternos”, podem ser encontradas em embalagens de alimentos, água potável e em objetos com teflon, usado para revestir frigideiras, por exemplo.

As micropartículas per-e polifluoroalquil (PFAS) estão associados a uma série de problemas, como infertilidade e alguns tipos de cancro. Os investigadores conseguiram medir a quantidade destas substâncias presentes nas frigideiras anti aderentes e concluíram que a presença de um único arranhão ou marca de apenas cinco centímetros foi capaz de libertar até 2,3 milhões de microplásticos. Em geral, uma rachadura na superfície pode deixar para trás aproximadamente 9,1 mil partículas de plástico.

Até ao momento, não existe uma regulamentação que limite a quantidade máxima de produtos químicos eternos considerada segura. Vários estudos demonstram que as partículas ingeridas através de alimentos demoram muito tempo para serem expelidas do corpo e podem levar até uma década para se decompor. Os investigadores australianos recomendam que as pessoas evitem o uso de panelas anti aderentes, especialmente as que contêm teflon e estejam arranhadas.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT