Saúde

Teste negativo já não é obrigatório para quem tem dose de reforço há mais de 14 dias

Algumas restrições impostas são levantadas esta segunda-feira, 10 de janeiro, e as escolas voltam a abrir.
Visitas a lares e hospitais serão mais fáceis.

Quem já tem a dose de reforço contra a Covid-19 há mais de 14 dias vai ter a vida um pouco mais facilitada a partir desta segunda-feira, 10 de janeiro. Apesar de algumas medidas só entrarem em vigor a 14 de janeiro, o Governo justificou o levantamento de algumas restrições com o rácio relativamente baixo dos internamentos apesar do aumento de infeções.

Assim, para quem tem o plano de vacinação completo há mais de 14 dias, deixa de ser obrigatória a apresentação de teste negativo à Covid-19 em várias situações, como para visitas a lares de idosos ou doentes internados nos hospitais, bem como para ter acesso aos grandes eventos, eventos sem lugares marcados ou em lugares improvisados e a recintos desportivos.

No entanto, mantém-se até a 14 de janeiro a obrigatoriedade do teletrabalho. A partir dessa data apenas recomendado. Também as discotecas e bares no território continental podem reabrir nesse dia, mas quem entrar vai continuar a ter de apresentar um teste negativo.

O consumo de bebidas alcoólicas na via pública continua proibido. O controlo nas fronteiras áreas mentém-se até 9 de fevereiro, com a obrigatoriedade de teste negativo à Covid-19.

Quem não tem dose de reforço continuará a ter de apresentar teste negativo para visitas a lares de idosos ou doentes internados nos hospitais, bem como para ter acesso aos grandes eventos, eventos sem lugares marcados ou em lugares improvisados e a recintos desportivos. Por sua vez, o certificado digital é obrigatório para entrar em restaurantes, estabelecimentos turísticos e alojamento local, espetáculos culturais, eventos com lugares marcados e ginásios.

As escolas reabriram esta segunda-feira, 10 de janeiro, como estava previsto, depois de uma semana suplementar em que estiveram fechadas após as férias do Natal. Os alunos deixam de estar obrigados a isolamento quando houver um caso positivo na mesma turma e, nas próximas semanas, todos os professores, auxiliares e assistentes operacionais terão que fazer testes.

A partir desta segunda-feira, deixa também de ser preciso telefonar para a linha SNS24 para obter uma declaração provisória de isolamento profilático. Passa a ser possível emitir automaticamente uma declaração provisória de isolamento para os casos de pessoas infetadas com o vírus, sem sintomas ou com doença ligeira, quer para contactos de alto risco.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT