Saúde

Todas as pessoas com mais de 80 anos foram incluídas na primeira fase de vacinação

A alteração foi avançada por Francisco Ramos, coordenador do plano de vacinação nacional contra a Covid-19.
Há novidades.

Esta quinta-feira, 28 de janeiro, houve uma atualização do plano de vacinação para a Covid-19 em Portugal. O coordenador responsável, Francisco Ramos, avançou que o nosso País já recebeu  377.770 doses da vacina da Pfizer, a que soma 19.500 para os Açores e a Madeira; e mais 8400 da vacina da Moderna.

Se tudo correr como previsto, até sexta-feira, dia 29, vão estar vacinados cerca de 74 mil portugueses com a versão da Pfizer. Depois, 178.100 vão começar a vacinação com essa vacina e 5.400 com a da Moderna.

Sobre o número de profissionais de saúde do Serviço Nacional de Saúde que já receberam as duas doses e que, por isso, têm a vacinação completa, Francisco Ramos avançou que são já 57.500. Naqueles que trabalham em hospitais privados e misericórdias, nenhum completou a vacinação.

Sabe-se ainda que 12 mil pessoas com mais de 50 anos já iniciaram o processo. Também a vacinação em lares e cuidados continuados, que fazem parte dos grupos de maior risco, está quase concluída. 

Desde o início da vacinação contra a doença em Portugal, a 27 de dezembro de 2020, verificaram-se 1.332 reações adversas à vacina. Porém, garante o coordenador do plano de vacinação, estão todas dentro do que era expectável.

“Este valor de 0,65 reações adversas por 100 vacinados é um valor que está em linha com os dados provisórios que conhecemos do resto da Europa”, explica Francisco Ramos.

Foram incluídas mais pessoas na primeira fase de vacinação

Além de um balanço sobre como está a correr o plano de vacinação, o responsável avançou que os critérios para os grupos de risco vão sofrer alterações. Todas as pessoas com mais de 80 anos, independentemente de terem doenças ou não, vão ser incluídas na primeira fase de vacinação contra a Covid-19, uma mudança que, para Francisco Ramos, é “provavelmente a mais importante”.

“Aquilo que fica integrado no plano é manter o grupo dos 50 aos 79 anos com as comorbilidades, mas incluir também todas as pessoas com mais de 80 anos, independentemente de qualquer comorbilidade ou patologia que tenham”.

E acrescenta: “Isto vem em linha com o desafio a nível europeu de até ao final de março conseguirmos vacinar as pessoas com mais de 80 anos e os profissionais de saúde”.

A partir dos 50 anos, pessoas com insuficiência cardíaca, doença renal e doença respiratória passam também a fazer parte dos grupos prioritários.

Os novos grupos começam a ser vacinados a partir de segunda-feira, 1 de fevereiro. Até ao final do próximo mês, devem estar disponíveis pontos de vacinação em cada município. A convocatória para a vacinação será feita preferencialmente por SMS. 

A vacina contra a Covid-19 também foi alargada a órgãos de soberania, proteção civil, altos dirigentes da PGR e do Ministério Público. De acordo com o coordenador da task-force, entre fevereiro e março, este grupo significa a vacinação de mil pessoas. Está prevista ainda a vacinação ao domicílio em casos necessários, como de pessoas acamadas.

Se o calendário de entrega de vacinas se concretizar, até ao final do primeiro trimestre, espera-se que haja cerca de 810 mil pessoas com vacinação completa contra a Covid-19 e 520 mil com a primeira dose.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT