Saúde

Uma dose da vacina já reduz para metade risco de transmissão na mesma casa

Conclusões são de estudo britânico, país onde um quarto dos adultos já recebeu ambas as doses.
Reino Unido avança na vacinação.

As autoridades de saúde bnritânicas divulgaram um novo estudo esta quarta-feira, 28 de abril, onde se realça o impacto que a primeira dose de vacina já pode ter em conter a transmissão quando falamos do mesmo espaço familiar.

O estudo divulgado pela Public Health England revela que, quando falamos da vacina da Pfizer, a primeira dose já aponta para uma redução na ordem dos 49 por cento da probabilidade de transmitir o vírus a familiares na mesma casa. Já no caso da vacina da AstraZeneca, o risco de transmissão caiu para os 38 por cento.

“A proteção foi visível 14 dias após a vacinação, com níveis semelhantes de defesa independentemente da idade ou do número de contactos”, adianta-se. Este é mais um ponto a mostrar como a vacina está a ter um papel essencial na redução de risco de transmissão e mortalidade.

“Esta proteção junta-se ao risco reduzido de uma pessoa vacinada desenvolver infeções sintomáticas”. Esta redução de risco encontra-se logo quatro semanas após a primeira toma e anda entre os 60 e os 65 por cento, independentemente de qual foi a primeira dose de vacina a ser administrada.

O Reino Unido continua a destacar-se na Europa ao nível da vacinação. Cerca de um em cada quatro adultos já recebeu ambas as doses. No total, perto de 34 milhões de pessoas no Reino Unido já receberam pelo menos uma dose de uma das vacinas contra a Covid-19.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT