Saúde

Uso de máscara vai ser obrigatório em instituições de ensino superior

O governo divulgou as orientações ao setor, destinadas a assegurar “condições seguras” para atividades presenciais.
Regresso às aulas.

A utilização de máscara vai continuar a ser obrigatória em estabelecimentos de ensino superior e instituições científicas para atividades letivas e não letivas presenciais no ano letivo 2021-2022, confirmou o Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (MCTES).

De acordo com um documento do Ministério, divulgado na noite desta quinta-feira e citado pela Lusa, a obrigatoriedade de uso de máscara abrange ainda espaços comuns de residências de estudantes, bibliotecas e espaços de ativades científicas, e destina-se a estudantes, docentes, não docentes, investigadores e outros colaboradores do ensino superior.

Ressalvando que o contexto em que se inicia o novo ano letivo é diferente do anterior, já que o risco de contágio por Covid-19 se encontra “mitigado” devido â “elevada fração de população já vacinada, incluindo os jovens adultos”, o documento determina ainda que seja acautelada a higienização das mãos com solução desinfetante, à entrada e saída dos estabelecimentos, das salas e espaços comuns.

A higienização de todos os espaços, respeitando as normas e orientações da Direção-Geral da Saúde (DGS), com a garantia de existência de material e produtos de limpeza para os procedimentos adequados de desinfeção e limpeza dos edifícios, constam também do documento.

A disponibilização de informação sobre a forma correta de lavar e higienizar as mãos, etiqueta respiratória e distanciamento são outras das recomendações do Ministério tutelado por Manuel Heitor, a par da definição e/ou manutenção dos circuitos de entrada e saída de pessoa nas instalações, de modo a minimizar a concentração e o ajuntamento de pessoas, e a continuação da renovação frequente do ar em todos os recintos fechados, de acordo com as normas fixadas pela DGS.

Recorde-se que, na quinta-feira, o governo divulgou as orientações às instituições do ensino superior, destinadas a assegurar “condições seguras” para atividades presenciais no próximo ano letivo e estipulando a obrigatoriedade do uso de máscara de proteção contra a Covid-19. A medida foi determinada num documento das direções-gerais do Ensino Superior e da Saúde.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

Novos talentos

AGENDA NiT