Saúde

Vacina da AstraZeneca contra a Covid-19 vai ser retirada do mercado

Farmacêutica britânica revelou que a decisão foi tomada apenas por razões comerciais.
A partir desta quarta-feira, 8 de maio, a venda está suspensa.

A vacina de combate à Covid-19 fabricada pela AstraZeneca foi esta quarta-feira, 8 de maio, oficialmente retirada do mercado, avança a farmacêutica britânica. Em causa estarão razões comerciais e uma diminuição na procura. 

A Vaxzevria foi uma das primeiras vacinas a ser administradas durante a pandemia, enquanto outros fármacos, com o mesmo destino, continuaram a ser produzidos. A Astrazeneca afirma que, por existir um “excedente de vacinas atualizadas” em conformidade com as mutações do vírus, a procura desceu e por essa razão a Vaxzervia está oficialmente fora de circulação.

A Agência Europeia de Medicamentos (EMA), no final de abril, tinha comunicado a todas as fabricantes de vacinas ser necessária uma atualização na vacinação contra a Covid-19 para o período de 2024 a 2025, devido à nova variante do vírus (JN.1), que se trata agora da mais comum em todo o mundo. 

Já em 2021 o uso da vacina da AstraZeneca em idosos com mais de 65 anos foi desaconselhado pela Direção Geral de Saúde (DGS). Por não existirem evidências científicas da sua eficácia, apenas em última opção foram administradas vacinas da marca a utentes mais idosos.

 

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT