saúde

Vacina portuguesa contra a Covid-19 já começou fase de ensaios em animais

Os primeiros resultados são animadores no que à capacidade de produção de anticorpos diz respeito.
Os testes em humanos devem arrancar nos próximos meses.

Em Cantanhede, no distrito de Coimbra, a Immunethep está a desenvolver uma vacina portuguesa contra a Covid-19. Os ensaios pré-clínicos, que são feitos em animais, já avançaram e mostram resultados satisfatórios. Está a ser conseguida uma capacidade de produção de anticorpos.

Segundo a agência Lusa, aqui citado pelo jornal “Público”, a Immunethep prevê arrancar com os ensaios em humanos nos próximos meses. A SILBA, assim se chama a vacina, é administrada via intranasal.

“Através destes ensaios clínicos, foi possível confirmar a capacidade de os anticorpos produzidos neutralizarem a propagação do vírus em culturas de células ‘in vitro’”, explicou Pedro Madureira, diretor científico da Immunethep.

“Dos dados que se conhecem das vacinas já existentes, os anticorpos contra este domínio RBD da proteína Spike, estão associados a uma proteção contra a Covid-19. São excelentes indicadores para os ensaios de eficácia em curso que se tenciona terminar no final de maio, dando lugar aos ensaios clínicos em humanos”, explicou o diretor executivo da empresa biotecnológica.

A Immunethep revelou ainda que existem vantagens na administração intranasal. “Permite maximizar a imunidade ao nível das mucosas pulmonares, canal preferencial de entrada do vírus no organismo.”

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT