Saúde

Vacina prestes a ser aprovada poderá destinar-se apenas a menores de 65 anos

A Agência Europeia do Medicamento deverá dar luz verde à vacina da Oxford/AstraZeneca já no final do mês.
Cuidados são para manter.

Vão-se multiplicando as opções de vacinação contra a Covid-19 mas nem todas têm as mesmas indicações. Depois de a vacina da Moderna ter sido desaconselhada em grávidas, é possível que a vacina da Oxford/AstraZeneca seja administrada apenas a quem tem menos de 65 anos.

Esta vacina está a ser administrada há um mês no Reino Unido e deverá receber ainda em janeiro o parecer positivo da Agência Europeia do Medicamento (EMA) para começar a ser distribuída nos países comunitários. Mas este parecer poderá chegar com uma orientação relativamente às idades, revela o “The Guardian”.

Emer Cooke, diretora executiva da EMA, admitiu isso mesmo no Parlamento Europeu, realçando que ainda está a ser estudada “a totalidade dos dados existentes relativamente à vacina”. Numa entrevista ao “La Repubblica”, citada pelo mesmo jornal britânico, Pascal Soriot, CEO da farmacêutica AstraZeneca admitiu que a informação existentes relativamente à população mais velha “ainda é insuficiente”.

Pascal Soriot disse “entender a cautela” de alguns países, que optem por não a administrar às pessoas mais velhas, mas está confiante que “a produção de anticorpos contra o vírus nos mais velhos é semelhante ao que temos visto nos mais jovens”.

“Honestamente, não tem problemas. Não há vacinas para todos, por isso se querem usar uma outra para pessoas mais velha e a nossa para pessoas mais jovens, qual é o problema? Não tem problema”, acrescentou.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT