na cidade

Depois dos concertos cancelados, Lisboa não vai ter fogo de artifício no Ano Novo

A autarquia ainda ponderou fazer o lançamento em três pontos da cidade para não concentrar várias pessoas no Terreiro do Paço.
O fogo de artifício no Terreiro do Paço foi cancelado.

Os concertos na rua já tinham sido cancelados. Havia ainda a hipótese de Lisboa receber fogo de artifício, mas a autarquia da cidade acabou mesmo por decidir não avançar com esses festejos. Em alternativa ponderou-se o lançamento de material pirotécnico a partir de três pontos diferentes, tudo para não concentrar muitas pessoas no Terreiro do Paço.

A notícia foi confirmada por fonte da Câmara Municipal à Lusa, aqui citada pela “TSF”. Depois de uma reunião do conselho municipal de segurança, esta terça-feira, 14 de dezembro, a autarquia decidiu cancelar os fogos. A atual situação pandémica pesou mais na escolha. À Direção-Geral da Saúde foi enviado pedido de parecer, que ainda não chegou a ter qualquer resposta.

No início de dezembro percebeu-se que Lisboa não ia ter, mais uma vez, os típicos festejos de Passagem de Ano. No dia 3, Carlos Moedas, presidente da câmara de Lisboa, revelou que os concertos estavam cancelados e que o fogo de artifício poderia ainda ser uma hipótese. Passadas duas semanas, foi tudo cancelado.

A decisão da autarquia lisboeta segue a decisão que já havia sido tomada noutras cidades no País. O Porto foi das primeiras a anunciar a não realização do espectáculo de pirotecnia. Nazaré e Braga divulgaram também no início de dezembro o adiamento das festas. Na mesma altura, todos os municípios do Algarve se pronunciaram no mesmo sentido.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT