Miúdos

Estas sessões fotográficas de partos são captadas por Joana, enfermeira obstetra

A jovem juntou a paixão pela fotografia com os nascimentos e lançou o projeto "A Magia do Nascimento". A NiT conta-lhe tudo.
Joana Gomes capta os melhores momentos dos partos.

Quando era miúda, Joana Gomes, natural de Castelo Branco, dizia sempre que queria ser pediatra. Por isso, quando terminou o 12.º ano, inscreveu-se no curso de Enfermagem na Escola Superior de Saúde de Viseu. Entrou e depois de concluir a licenciatura, a enfermeira tirou um mestrado em Saúde Materna e Obstetrícia —há seis anos.

Depois disso trabalhou no litoral alentejano e no Fundão, mas acabou por conseguir assegurar um lugar permanente no Hospital de São Bernardo, em Setúbal. “Não conhecia a cidade, só mesmo de fotografias, mas foi uma zona que sempre adorei”, conta à NiT, Joana Gomes, de 34 anos.

No Centro Hospitalar de Setúbal foi trabalhar para o bloco de partos. Apaixonada por fotografia, quando lá chegou, começou a tirar fotografias dos nascimentos a pedido das grávidas. “Tudo aconteceu de forma muito espontânea e autodidata mas, de facto, ao olhar para as imagens percebi que o tema poderia dar trabalhos engraçados e, aos poucos, fui aprimorando o resultado final”, conta à NiT.

Já com algumas fotos de nascimentos no seu portefólio, Joana Gomes, decidiu transformar este hobby num projeto mais sério e criar a página “A Magia do Nascimento”, lançada há menos de um mês. Basicamente, o serviço consiste em realizar sessões fotográficas de partos, captando os primeiros momentos dos nascimentos.

Como Joana trabalha no Hospital de São Bernardo, este projeto inovador no País funciona apenas nesta unidade hospitalar da cidade de Setúbal. “Um dos meus grandes objetivos é dar a conhecer esta ideia a outros hospitais portugueses, uma vez que é necessário os pais pedirem uma autorização especial ao conselho de administração da unidade em questão para que eu possa estar presente como fotógrafa”, explica.

Apesar de ser enfermeira obstetra, quando vai fazer o serviço de fotografia, Joana Gomes limita-se apenas a captar os melhores momentos e não interfere no desenvolvimento do parto. Na conta de Instagram pode ver algumas imagens do projeto “A Magia do Nascimento”. Há registos de partos normais, cesarianas, do primeiro choro do bebé, da primeira consulta com o pediatra, entre outros.

Cada parto é único e, por isso mesmo, nenhuma das sessões é planeada. “O processo é tão rápido que vou captando os vários momentos ao longo do parto. Assim que o bebé começa a sair são minutos, por isso, aproveito para tirar o máximo de fotogragias e depois seleciono as melhores, preservando sempre a identidade dos intervenientes”, diz.

Apesar de ter começado há pouco tempo a fotografar, Joana já coleciona alguns momentos inesquecíveis. “Para mim, a história mais bonita, que vou guardar para sempre, foi ter acompanhado o nascimento do meu afilhado há cerca de dez meses, no Hospital de Setúbal. Foi um trabalho de parto muito complicado, houve alturas em que o coração dele não estava tão bem, e, por isso, foi difícil manter a postura racional enquanto profissional de saúde”, lembra.

Uma das fotos do projeto “A Magia do Nascimento”.

Joana Gomes explica à NiT que ainda hoje troca mensagens com grávidas a quem fez o parto há cinco anos, que lhe mandam fotos dos filhos. A apresentadora da SIC, Andreia Rodrigues, foi uma das mães que teve o acompanhamento de Joana Gomes nos partos das duas filhas: Alice e Inês.

“Estava de serviço no Hospital da Luz, em Lisboa, quando a Andreia Rodrigues deu entrada no bloco de partos para ter a primeira filha, a Alice, agora com três anos. No final, o Daniel Oliveira pediu-me para tirar algumas fotografias com o telemóvel dele. Foram essas imagens que depois eles partilharam nas redes sociais”, revela. Quando soube que estava grávida da segunda filha, a Inês, que nasceu em março deste ano, a apresentadora da SIC ligou para Joana Gomes a pedir que fosse fotografar o parto.

Se quiser saber mais informações sobre o projeto ou marcar um serviço de fotografia, deve enviar uma mensagem privada para as páginas de Facebook ou Instagram de “A Magia do Nascimento”.

No entanto, convém fazê-lo com alguma antecedência, uma vez que é sempre necessário fazer um pedido de autorização ao conselho de administração do hospital. Todas as mães assinam um consentimento para realizar a sessão, sendo que nas fotos divulgadas nas redes sociais, aparece apenas o bebé.

Por enquanto, o serviço está a funcionar só no Hospital de São Bernardo. Os preços são sob consulta e incluem a oferta de uma pen com uma seleção das melhores fotografias editadas. 

Até agora, Joana revela que o feedback das pessoas tem sido muito positivo. Quase todas adoram a ideia e o seu trabalho é muito elogiado. No entanto, também já recebi mensagens a dizer que as fotos são demasiados fortes mas que, ao mesmo tempo, é essa vertente mais selvagem e animal que as torna arrebatadoras e poderosas”, sublinha.

Carregue na galeria para ver algumas imagens das sessões fotográficas do projeto “A Magia do Nascimento”.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT