Miúdos

Leve os miúdos a voar: a DreamFly tem descontos de 40 por cento no Dia da Criança

A empresa de skydiving indoor tem espaços em Sintra e no Porto. Os mais pequenos vão realizar um sonho.

Quando pergunta a um miúdo qual o seu maior sonho, é provável que a resposta seja voar. No fundo, é algo que todos gostávamos de conseguir fazer, ou para fugir ao trânsito da cidade ou para vermos o mundo de forma diferente. Embora tal não seja possível existem experiências que nos proporcionam esta sensação. Porém, muitas não são adaptadas aos mais pequenos. O skydiving indoor é uma das poucas exceções. Em Portugal, existem dois espaços que disponibilizam esta atividade, um em Sintra e outr no Porto. Para celebrar o Dia da Criança, a DreamFly terá 40 por cento de desconto em pacotes para os miúdos.

Para os que tiverem idades compreendidas entre os quatro e os 12 anos a experiência custa 26€, graças ao desconto de 40 por cento. Normalmente, custaria 44€.

O pacote inclui dois voos equivalentes a dois saltos de 4 mil metros de altura, aluguer do equipamento, treino teórico antes da sessão, assistência pessoal durante o voo e ainda um diploma. Para que os pequenos se sintam como super-heróis, poderão escolher um dos equipamentos especiais.

Não precisa de se preocupar com lesões, uma vez que todas as manobras realizadas se baseiam na idade de cada voador. É também uma boa forma dos miúdos melhorarem a coordenação motora, garante a empresa.

A DreamFly estreou-se no Porto a 14 de dezembro de 2019, e inaugurou um novo espaço em Sintra a 20 de abril de 2022. “Portugal era um dos poucos países europeus que ainda não disponibilizava esta oferta. Com condições climatéricas privilegiadas e uma forte cultura de atividades desportivas, sempre esteve no topo dos nossos objetivos introduzir o indoor skydiving neste mercado”, contou à NiT Maura Rosqvist, diretora de marketing da marca. A cidade nortenha pareceu-lhes o palco perfeito para se instalarem no País graças à “proximidade com Espanha.” Além disso, “é uma área densamente populosa.”

O simulador vertical de indoor skydiving reproduz a experiência de queda livre que poderíamos ter ao saltarmos de uma altitude de 4.000 metros, mas com a garantia total de segurança, ao mesmo tempo que pode sentir a mesma adrenalina. O equipamento reproduz ventos entre os 180 e os 350 quilómetros por hora, numa estrutura com mais de três metros de largura e dez de altura. Rosqvist já fez skydiving indoor e o tradicional. Apesar de serem diferentes, há algo que se mantém igual: a experiência única. “Saltar de um avião pela primeira vez é algo que jamais se esquece. Voar no túnel de vento pela primeira vez é igualmente inesquecível, pois permite experimentar a mesma sensação da queda livre enquanto temos os amigos e a família ao lado a assistir e a apoiar a experiência.”

“A grande vantagem é que é possível sentir toda a adrenalina e emoção associadas a este tipo de desportos radicais, mas numa atmosfera completamente controlada e com a velocidade dos ventos ajustada ao peso de cada visitante. Qualquer pessoa, entre os quatro e os 94 anos, pode voar com a DreamFly”, conclui.

A empresa oferece pacotes individuais que incluem dois voos de dois minutos cada (54€) e experiências deluxe com dobro do tempo (87€). 

Visto que esta experiência é ainda melhor em grupo, também estão disponíveis pacotes que abrangem mais participantes. Por 230€ pode fazer queda livre com mais quatro amigos (também com dois voos cada); por 98€ duas pessoas podem fazê-lo e, por último, pode mergulhar nesta experiência em família por 137€ (para três pessoas).

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT