Miúdos

As dicas que o vão ajudar a reaproveitar o material escolar para o regresso às aulas

Há várias formas de dar uma nova vida ao material escolar que tem em casa, reduzir custos e evitar o desperdício.
regresso às aulas

O regresso às aulas é sempre sinónimo de enormes gastos de dinheiro, quer seja em livros escolares ou em listas de materiais escolares. Enquanto os miúdos adoram ir às papelarias e supermercados e escolher entre os vários cadernos, mochilas, capas, canetas, para os pais o divertimento não é assim tão grande, especialmente na altura de pagar a conta. 

Além disso, e mesmo sem a questão financeira, é quase impossível chegar ao arranque do novo ano letivo e perceber que há material que estava guardado para o ano anterior e que ficou quase novo, esquecido no fundo do armário. Para evitar estas situações, a Associação Juvenil EstuDAR, que promove a educação e escolaridade de crianças cadenciadas dos CPLP, reuniu cinco dicas para dar uma nova vida ao material escolar e poupar no regresso às aulas.

Em primeiro lugar, deve sempre fazer um inventário minucioso antes de comprar o material novo e assim fica a saber aquilo que realmente necessita e não tem em casa. Parece óbvio, mas nem toda a gente o faz.

Outra forma de conseguir reduzir a despesa final do regresso às aulas passa por vender os manuais escolares antigos. Desta forma, consegue ter algum dinheiro extra para ajudar a comprar os novos também é sempre uma ótima opção. 

No caso das famílias grandes, a opção óbvia é a de passar o material escolar e manuais de geração em geração. Dar aquilo que já não precisamos ou que já não queremos aos nossos irmãos, primos, sobrinhos, é sempre uma boa ideia para que poupem algum dinheiro— e reduzir o desperdício.

Pode ainda reutilizar o material usado, mas em bom estado, em casa. Usar cadernos antigos, lápis mais usados ou até mochilas mais velhas em casa, reaproveitando as partes boas. 

Finalmente, além de todas as outras alternativas, pode sempre doar o material a quem mais precisa. Pela altura do regresso às aulas há várias associações que recolhem os materiais que já não queremos e entregar-nos a quem realmente precisa.

A Associação EstuDAR também faz estas recolhas de material, que depois envia para estudantes carenciados de São Tomé e Príncipe. A doação pode ser feita para a sede da Associação na Avenida Infante Dom Henrique, número 26, em Lisboa.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT