Miúdos

Neste baralho de cartas não há dama nem rei — tudo em nome da igualdade de género

Em quase todos os jogos, o rei vale mais do que a dama. Desta vez, as regras são diferentes.
Fotografia de Marco Okhuizen.

Existem centenas de jogos de cartas e todos tem as suas regras específicas. Mas do póker à sueca, há uma hierarquia que costuma ser fácil de assumir: o rei vale mais do que a dama. Pois bem, para uma jovem holandesa, chegou a altura de mudar isto.

Indy Mellink tem 23 anos e é fã desde miúda de jogos de cartas. Certa vez, quando estava a explicar aos sobrinhos as regras de um jogo, lá lhes apresentou essa regra universal: o rei vale mais do que a dama. Porém, naquele momento específico questionou o motivo para isso.

Foi no verão do ano passado que o tal jogo com os sobrinhos a inspirou. A partir daí, decidiu inventar um novo barulho, bem próximo do original, mas, em vez das representações a que estamos habituados, escolheu outras, mais neutras quando falamos de igualdade de género.

Depois de um processo de experiência, lá encontrou a receita certa. Aqui, em vez de rei, dama e valete, a hierarquia é definida pelos metais que habitualmente compõem um pódio: ouro, prata e bronze.

Os primeiros 50 baralhos foram vendidos entre amigos e familiares. A partir daí, um certo passa-palavra começou a ganhar novos adeptos. Depois de ter chamado a atenção da imprensa do seu país, Indy é agora assunto em vários países. À agência noticiosa Reuters, a jovem explica que foi incentivada pelo pai a inovar o velhinho baralho de cartas.

Hoje em dia a experiência já lhe permitiu vender online mais de 1.500 baralhos na Holanda mas também em países próximos como a Bélgica, Alemanha ou França. E até nos EUA. 

“Se tivermos esta hierarquia de que o rei vale sempre mais do que a dama, então temos esta subtil desigualdade que influencia as pessoas no dia a dia”, explica Indy, acrescentando que é uma forma de dizer a todo um género que “é menos importante”.

Esta variação do baralho chama-se GSB e pode ser encontrada à venda online. Os baralhos surgem em preto ou vermelho e estão venda por 9,95€. Há packs com dois baralhos (19,90€) e também descontos para encomendas maiores, a partir de dez baralhos.

É também possível acompanhar o trabalho de Indy Mellink nas redes sociais, onde, entre novidades e testemunhos de clientes, encontramos mensagens de apoio ao movimento #MeToo, que deu outra dimensão mundial ao debate pela igualdade de género.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT