Miúdos

Os incríveis campos de férias no Alentejo e nos Açores que os miúdos vão adorar

Bailaricos da aldeia, um dia a acompanhar um pastor com as suas ovelhas e passeios de barcos são algumas das atividades.
Vão ser dias inesquecíveis. Foto: Spira.

Com o fim do ano letivo no mês de junho, os miúdos ficam com tanto tempo livre que é praticamente impossível arranjar atividades suficientes para os entreter durante o verão. Decidir o que fazer nesse período pode ser uma valente dor de cabeça para os pais, mas há uma solução bastante simples que agrada a todos: os campos de férias. 

Mais do que o convívio com miúdos da mesma idade, um destes programas quer aproximar os mais novos do património cultural do País. Preocupada com a falta de interesse da nova geração no que diz respeito às experiências culturais, a Spira, uma empresa de referência no setor, organizou a primeira iniciativa do género, em 2010, para combater esta problemática. 

“Os Campos de Férias Património da Spira pretendem contribuir para a aproximação das crianças e dos jovens ao património cultural do nosso país e, simultaneamente, resolver as necessidades dos pais na necessária ocupação dos miúdos durante as férias de verão”, explicam à NiT. A ideia é proporcionar atividades no meio da natureza e mostrar “como se pode fazer tanto com tão pouco”. 

Baseados no Alentejo desde o início, este ano decidiram que estava na altura de alargar os horizontes com uma edição adicional nos Açores, nas ilhas do Pico, Faial e São Jorge. Neste novo programa, o protagonista é o oceano. A observação de cetáceos, os banhos em piscinas naturais, os passeios de barcos entre ilhas, o vulcão dos Capelinhos e os trilhos pedestres são algumas das formas de levar os miúdos a descobrir a cultura dos Açores. 

O mais recente campo de férias nos Açores, destinado a miúdos entre os 10 e os 16 anos, está previsto apenas para 2023, depois de ter sido cancelado este ano devido à pandemia. 

Ainda assim, os mais novos (dos 6 aos 14 anos) podem aproveitar dias incríveis de verão no Alentejo, no Centro de Interpretação da Natureza e do Montado, em Portel, Évora, entre 1 a 7 de agosto. Aqui, a disco night acontece no tradicional bailarico de aldeia; o dia começa com o nascer do sol e a saída para o campo com o pastor e as suas ovelhas; e o rappel é substituído pela pintura das paredes dos monumentos que precisam de ser preservados. 

A observação do céu estrelado alentejano, a descoberta do Alqueva e do ecossistema do Montado e o acompanhamento do ciclo da lã desde a ovelha ao tear são outras das experiências previstas para estes dias onde a tecnologia não tem lugar. 

As inscrições para os campos de férias da Spira podem ser feitas online e, para mais informações, pode sempre enviar um e-mail para mundopatrimonio@nullspira.pt ou mvs@nullspira.pt.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT