Na cidade

11 novos spots para conhecer em Campo de Ourique, o bairro que nunca sai de moda

É uma das zonas mais tradicionais de Lisboa, mas está cada vez mais cosmopolita e cheia de novidades.
Conheça os novos spots.

Com um jardim (da Parada) onde os miúdos se esquecem que os telemóveis existem e onde os velhotes ainda jogam às cartas, o bairro de Campo de Ourique continua a ser uma das zonas mais tradicionais de Lisboa. Há quem diga, até, que parece uma pequena cidade dentro da capital por ter tanta vida própria. 

Situado no centro do triângulo formado pelas Amoreiras, Estrela e Prazeres, é apontado frequentemente como um dos mais genuínos — e atrativos — da capital. Com um misto cultural muito grande e com boa densidade populacional, é o refúgio perfeito para fugir aos turistas.

Sempre foi reconhecido pelo comércio de proximidade e ainda hoje é fácil descobrir negócios e pastelarias com história, mas a verdade é que Campo de Ourique está cada vez mais cosmopolita e cheio de novidades. Ao lado dos clássicos de sempre tem surgidos novos espaços que rapidamente se integram na dinâmica muito própria do bairro.

Desde restaurantes que servem tacos ou comida japonesa a santuários para os amantes de botânica, há todo um mundo para conhecer quando se deambula pelas ruas. À noite, o ponto de paragem pode ser no Cultiva, o novo bar de vinhos naturais.

Em soft opening desde outubro, o responsável por criar este “projeto totalmente independente” foi José Miranda, que já passou pela cozinha do Belcanto de José Avillez ou do Ceia de Pedro Pena Bastos. Cansou-se do mundo dos restaurantes e decidiu apostar numa das suas outras paixões: os vinhos naturais.

“Nos outros bares sinto que há sempre uma lição sobre o vinho. É tudo muito sério, embora façam um trabalho incrível. Eu aqui prefiro que as pessoas provem o vinho, que me descrevam o vinho, que digam o que sentem, e depois eu explico-lhes tudo sobre o vinho. Encontramo-nos a meio caminho e, isso também me ajuda a aprender”, contou o responsável.

Se preferir viajar além-fronteiras e experimentar comida do mundo, também o pode fazer em Campo de Ourique. O Journey, por exemplo, chegou ao bairro lisboeta em outubro e é um spot de “gastronomia de viagem e património cultural”.

A lituana Ksenia Naumova e a indiana Anuroopa Banerje conheceram-se quando trabalhavam no Peru e rapidamente descobriram vários pontos em comum: eram apaixonadas pelo mundo da restauração.

 A verdade é que, dois anos depois, voltaram a reunir-se em Portugal para abrir um restaurante com “uma cozinha internacional com uso inteligente de especiais da Índia e interpretações de pratos regionais do mesmo país”. Por lá, poderá provar ainda receitas peruanas, mexicanas, italianas ou do Médio Oriente.

Além de espaços de restauração, Campo de Ourique viu abrir outros negócios, como o Vidya, um estúdio onde pode praticar ioga numa sala a 42 graus. O projeto faz parte do grupo Smart Fit, um grande nome do fitness na América Latina, que escolheu esta zona de Lisboa para se estrear em Portugal.

O facto de ser climatizado com altas temperaturas traz “várias vantagens”, como maior flexibilidade, libertação de toxinas, diminuição do nível de stress, alívio de dores musculares e de costas.

Carregue nas setas acima para descobrir 11 novos spots que abriram em Campo de Ourique nos últimos meses.

 
11 novos spots para conhecer em Campo de Ourique, o bairro que nunca sai de moda

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT