Na cidade

5 motivos para que o seu próximo carro seja 100% elétrico

O novo modelo da Honda, por exemplo, é super tecnológico, tem um design minimalista e uma inspiração retro-futurista.
Bonito e divertido de conduzir.

Numa altura em que as preocupações ambientais são cada vez mais urgentes, os veículos elétricos tornaram-se na escolha mais inteligente. Além de serem movidos por uma energia limpa e sustentável, eles são mais ecológicos e amigos do ambiente, ajudando a reduzir a pegada de carbono em todo o mundo e com poupanças significativas de utilização e manutenção.

O aumento considerável do número de locais onde é possível carregar a bateria do carro, a melhoria da autonomia das baterias e o crescimento da oferta de modelos por parte das marcas levou a que o governo tenha vindo a tomar várias medidas de incentivo à redução drástica das emissões poluentes. O lançamento do novo Honda e teve precisamente esse objetivo.

Este ano, a Honda apostou tudo no lançamento do seu primeiro modelo 100 por cento elétrico — e o resultado não podia ter sido melhor. O Honda e faz parte da estratégia da marca para a Europa até 2022 de eletrificar todos os veículos da sua gama.

O carro, apresentado em 2019, já chegou a Portugal e pode fazer a sua reserva online através da plataforma da marca para o conhecer. O elétrico é ideal para um ambiente citadino e tem um design minimalista, urbano e de inspiração retro-futurista — relembrado modelos icónicos da Honda. O seu design compacto e citadino é super confortável para todos os passageiros, conferindo-lhe uma performance dinâmica e um prazer de condução instantâneo, divertido e emocionante.

Ainda não está convencido? Pois bem, a NiT já o experimentou durante um dia e ficou convencida. Aqui estão 5 motivos para que o seu próximo carro seja 100% elétrico.

1. É um citadino inovador e bastante prático

O novo Honda e é um verdadeiro automóvel de cidade, com autonomia para cerca de 313 quilómetros. Comporta-se lindamente em estradas sinuosas, graças a uma suspensão independente às quatro rodas, tração traseira e direção progressiva com a velocidade.

Além disso, todos os elementos são integrados com a ajuda preciosa da inteligência artificial, denominada IPU (Unidade de Potência Inteligente). Ela permite uma maior eficiência de gastos de energia para preservá-la e garantir uma maior duração da bateria.

2. Tem um interior super tecnológico, sem os típicos espelhos retrovisores

É preciso destacar a tecnologia interativa do novo Honda e, que está representada pela substituição dos tradicionais espelhos laterais retrovisores por câmaras de alta definição com uma visão de 360 graus. É verdade — o tablier está ocupado por vários painéis interativos e em cada ponta estão dois ecrãs que transmitem as imagens das câmaras laterais retrovisoras.

Os painéis interativos principais complementam-se entre si, porém, um está ocupado com o sistema multimédia e o outro é dedicado às aplicações. Os dois podem ser trocados na sua ordem ou, quando o carro estiver estacionado, podem servir também para jogar consola (há uma tomada de 230V e uma entrada HDMI) ou apresentarem wallpapers relaxantes.

O interior do Honda e.

Também o espelho retrovisor central pode funcionar através de uma câmara colocada junto ao porta-bagagens do carro. Incorporado no Honda e vem também o Honda Parking Pilot, o serviço de estacionamento autónomo capaz de realizar cinco manobras diferentes. A ideia da marca foi fazer do Honda e uma verdadeira extensão das nossas casas – e o resultado ficou maravilhoso.

3. O carregamento é fácil e super rápido

O Honda e tem várias opções de carregamento. Nos postos de carga rápida até 100 kW, é capaz de atingir os 80 por cento em apenas 30 minutos. Perfeito, não é? Nos postos públicos de 6.6 kW, no entanto, demora cerca de quatro horas a carregar. Para que possa carregar o seu Honda e em qualquer local, a Honda oferece-lhe o cabo de carregamento Tipo 2, exclusiva nesta fase de lançamento do modelo.

4. As duas versões do novo Honda e

Existem duas versões diferentes do novo carro: o Honda e ou o Honda e Advance. A primeira tem um motor de 100 quilowatts de potência, 136 cavalos, autonomia em cidade para cerca de 313 quilómetros; enquanto o Honda e Advance conta com 113 quilowatts, cerca de 154 cavalos e uma autonomia em cidade para 282 quilómetros.

Ambos estão disponíveis em cinco cores diferentes: Platinum White Pearl (branco platinado), Charge Yellow, (amarelo), Crystal Black Pearl (preto), Crystal Blue Metallic (azul metálico) e Modern Steel Metallic (cinzento metálico). Questões como o pré-condicionamento do interior e a iluminação, o carregamento, entre outros, podem ser comandados remotamente através de um smartphone. 

A traseira é linda.

5. A disponibilidade, os preços e as condições

Os novos veículos já estão disponíveis para reserva através do site da Honda e na rede de concessionários da marca. O Honda e, versão base, custa 36 mil euros; e o Honda e Advance está à venda por 38.500 euros. Mas por apenas 299€ por mês, o novo elétrico da Honda já pode ser seu.

Basta fazer a reserva online através do pagamento de um sinal de 500€, valor que será deduzido, mais tarde, no preço total do carro; ou devolvido, caso desista da compra. Aproveite ainda uma oferta exclusiva e limitada de um cabo de carregamento Tipo 2, no valor de 320€, nas primeiras reservas do Honda e em Portugal. Conheça todas as informações técnicas dos novos modelos da Honda no site da marca.

Perante isto, a NiT decidiu experimentar o novo Honda e. E sim, tudo o que descrevemos sobre o carro é totalmente verdade — ele tem um look elegante e minimalista, é super tecnológico e perfeito para conduzir diariamente em ambiente citadino.

Este artigo foi escrito em parceria com o Grupo Salvador Caetano.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

NiTfm

AGENDA NiT