Na cidade

5 razões óbvias para conduzir um carro citadino como o Honda Jazz Hybrid

O tamanho compacto, o design inovador e o conforto ao volante fazem com que este híbrido seja a melhor solução para a cidade.
É ágil, ecológico e com ainda mais performance.

Viver nas grandes cidades tem muitas vantagens – estamos perto dos melhores supermercados, lojas e restaurantes e podemos encontrar-nos com amigos e familiares facilmente. Porém, como tudo, também tem as suas desvantagens. Sobretudo para quem todos os dias se desloca de carro e tem de enfrentar horas de trânsito e poucos lugares de estacionamento (e a maioria bastante apertados).

Na corrida diária de quem vive e trabalha nas cidades, ter um carro adequado às suas rotinas pode fazer uma diferença muito positiva no stress do dia a dia. Na verdade, comprar um automóvel citadino é provavelmente a melhor decisão que pode tomar na sua vida. Os carros citadinos são fáceis de conduzir e de estacionar, gastam menos combustível, têm bons preços e um design cada vez mais atrativo.

É o caso do Honda Jazz Hybrid, o novo carro híbrido da Honda que torna acessível ao mercado “mainstream” os benefícios, a eficiência e a performance da tecnologia híbrida, contribuindo para o objetivo da marca de eletrificar a totalidade da sua gama na Europa até 2022. O modelo diferencia-se de todos os outros ao garantir uma experiência de condução suave, com uma performance eficiente e de elevada capacidade de resposta, graças à tecnologia avançada híbrida e:HEV.

Uma condução suave mas perfeita.

O tamanho compacto, o design inovador e o conforto ao volante fazem com que este híbrido seja a melhor solução para conduzir diariamente na cidade. Com sete anos de garantia sem limite de quilómetros e sete anos de assistência em viagem, o Jazz Hybrid é tudo o que precisa para andar pela cidade de forma mais tranquila e com muito estilo.

O carro citadino híbrido é uma espécie de centro tecnológico já que permite uma melhor conectividade, informação e entretenimento para relaxar enquanto está parado no trânsito. O seu habitáculo foi pensado para um maior espaço interior, com bancos da frente aquecidos e anti-fadiga, volante aquecido em pele e bancos traseiros cómodos e com boa visibilidade.

Não acredita? A NiT dá-lhe cinco razões óbvias para conduzir um carro citadino como o Honda Jazz Hybrid.

1. Baixos níveis de consumo

Ser de baixo consumo é uma das mais-valias dos carros citadinos, já que, por norma, estes automóveis não gastam mais de cinco litros por cem quilómetros. Melhor ainda se for um híbrido como o Honda Jazz Hybrid – a tecnologia inteligente i-MMD permite-lhe uma maior eficiência e economia de combustível para que percorra até 870 quilómetros com apenas um reabastecimento.

2. Fácil mobilidade

A mobilidade é provavelmente um dos aspetos mais relevantes entre as várias vantagens de um carro citadino. Ser fácil de conduzir é sinónimo disso mesmo. O Honda Jazz Hybrid é um automóvel ágil na sua condução e que torna toda a sua experiência ao volante bastante agradável. Com um interior focado nos mais pequenos detalhes, o híbrido oferece-lhe uma vista panorâmica sobre a estrada.

3. Carro mais compacto

Esta característica facilita um dos maiores dramas de andar com o nosso carro no dia a dia: o estacionamento. Uma grande vantagem deste carro é o seu tamanho, já que facilita o estacionamento e proporciona uma maior mobilidade. O Honda Jazz Hybrid apresenta um design minimalista e linhas suaves. Inclui espelhos retrovisores com apontamentos em cromado, novas jantes exclusivas em liga leve e faróis em LED. Ainda é possível escolher umas das sete cores disponíveis ou configurar os acessórios do seu novo carro à sua medida no configurador da Honda.

A tecnologia Sensing da Honda foi aperfeiçoada com a instalação de uma nova câmara, mais ampla e de elevada definição, substituindo assim a configuração anterior da câmara e do radar. Isto permite uma maior perceção do ambiente da viatura, incluindo o reconhecimento das faixas de rodagem.

O espaço do condutor.

4. Pequeno por fora, espaçoso por dentro

Não se deixe enganar pelo tamanho exterior do Honda Jazz Hybrid: pode ser pequeno em tamanho, mas foi pensado para um aproveitamento maior do espaço. O citadino é líder de espaço interior no seu segmento. Há, por exemplo, vários compartimentos de arrumação, numa união perfeita com a funcionalidade dos “Bancos Mágicos”, que amplia a capacidade da bagageira até 1.205 litros.

5. Preço bastante competitivo

Este é, sem dúvida, uma das maiores vantagens deste tipo de modelo. Comparados com outros segmentos, é possível comprar veículos destes a um preço bastante acessível. Os preços do Honda Jazz Hybrid começam nos 29.850€.

Não faltam, portanto, motivos para marcar um test-drive e conhecer este novo modelo da Honda.

Tem tudo o que precisa.
Este artigo foi escrito em parceria com o Grupo Salvador Caetano.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT