Na cidade

A aldeia portuguesa onde as casas dos habitantes são as bancas do mercado de Natal

Na pitoresca Cabeça, em Seia, a decoração natalícia é feita (na íntegra) por quem lá vive. Mais genuíno, impossível.
Um evento inigualável.

A partir desta sexta-feira (8 de dezembro) e até 1 de janeiro, Cabeça, em Seia, vai voltar a ser a Aldeia Natal mais autêntica do País. Porquê? Todas as decorações natalícias são criadas pelos habitantes da localidade situada na montanha — vivem cerca de 170 pessoas ali, mas estão sempre de braços abertos para receberem todos os que chegam em busca do encanto e magia típicos da época.

A decoração é feita com materiais recolhidos no Parque Natural da Serra da Estrela, tais como giestas, videiras, pinheiros, folhas de fetos, lã das ovelhas ou canas de milho. Também inclui artigos reciclados, recuperados durante as limpezas dos terrenos da região.

Não há empresas envolvidas, mas tudo acaba por resultar, graças aos esforços de que lá vive. São eles que dão alma àquela pequena e pitoresca aldeia. Ali descobrirá tradições seculares, como a Missa do Galo, o madeiro de Natal, confeção de iguarias num forno comunitário e também terão, claro, um mercado com produtos regionais — neste caso, as bancas são as casas dos próprios habitantes.

Visitar Cabeça durante o dia é mágico, porém, este sentimento é intensificado ao entardecer, quando o brilho das luzes LED é visível em todo o seu esplendor. Durante a 11.ª edição da Aldeia Natal também poderá aprender a fazer doces típicos; a decorar uma mesa natalícia; a construir brinquedos e cestas, a bordar e a destilar óleos essenciais. Os mais novos poderão ouvir contos e os sons da aldeia num concerto especial. Se preferir explorar as redondezas, poderá participar no passeio de bicicleta elétrica que o levará a conhecer as localidades vizinhas.

Carregue na galeria para descobrir como estará a aldeia nas próximas semanas.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT