Na cidade

A caminhada pela Serra de Sintra para homenagear o lince ibérico

O percurso foi desenhado especialmente pela Lynx Travel para celebrar o Dia Mundial da Vida Selvagem.
O percurso será feito pela Serra de Sintra.

A 3 de março celebra-se o Dia Mundial da Vida Selvagem, uma data que tem como objetivo consciencializar os cidadãos para a proteção da fauna e flora, especialmente os animais em vias de extinção. Como tal, neste dia, a Lynx Travel, empresa que organiza viagens de aventura, passeios culturais e experiências fotográficas, preparou um roteiro pela Serra de Sintra que pretende homenagear uma das espécies selvagens mais queridas dos portugueses: o lince-ibérico.

Os Trilhos do Lince Ibérico foi um percurso “desenhado” exclusivamente para esta ocasião. O ponto de encontro está marcado às 9h30, no estacionamento do Santuário da Peninha. A caminhada terá início pelas 10 horas, e será feito um trajeto circular com sete quilómetros e de grau de dificuldade médio. Durante as três horas de duração do circuito vai ficar a conhecer histórias e curiosidades da serra, bem como a flora e avifauna do Parque Natural de Sintra Cascais.

Não se esqueça que deve levar botas ou calçado outdoor confortável, água, reforço alimentar e roupa leve, confortável e adequada para a época. A caminhada custa 10€ por pessoa (5€ para os miúdos entre os 6 e 12 anos). O valor inclui seguro de acidentes pessoais, guias e acompanhamento durante o percurso, animação e algumas surpresas. As inscrições devem ser feitas até ao próprio dia do evento, 3 de março, enviando um e-mail para lynxtravel11@nullgmail.com com os seus dados pessoais (nome, data de nascimento e BI) e o comprovativo de pagamento.

O lince ibérico é um dos felinos mais ameaçados do mundo e o carnívoro mais ameaçada Europa, existindo cerca de mil animais na natureza. É “raro e exclusivo da Península Ibérica” e, em Portugal, a espécie mantém-se criticamente em perigo. “De médio porte (peso entre 9 a 14 kg), possui características muito particulares que a distingue: os pelos rígidos e negros em forma de pincel na extremidade das orelhas, a cauda curta com a extremidade negra e os longos pelos brancos e pretos no focinho que se assemelham a barbas e que crescem com o avançar da idade,” escreve a Liga para a Proteção da Natureza, aqui citada pela organização do evento.

 

O trajeto forma a figura do animal.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT