Na cidade

A escapadinha perfeita: andar de bicicleta em Arraiolos — e dormir nas Casas Caiadas

O concelho alentejano vai começar a receber 31 bicicletas que estarão espalhadas por vários locais.
Vai ficar com vontade de ir até ao Alentejo no fim de semana.

Mais conhecida pelos tapetes, Arraiolos é uma vila alentejana que tem muito por descobrir e experimentar. Esta povoação no interior do País prepara-se para começar a receber 31 bicicletas, que vão aparecer estacionadas em vários locais de encontro, de turismo e de restauração naquele concelho. O objetivo? Oferecer uma forma diferente de conhecer a localidade — ainda que os altos e baixos não sejam os mais indicados para andar de bicicleta.

O projeto é uma iniciativa de Mário Domingues, fundador de um dos alojamentos mais conhecidos de Arraiolos, e que vai juntar este método de transporte às suas Casas Caiadas. A partir de sábado, 10 de outubro, o projeto intitulado de “RODES” chega ao centro de Arraiolos. Além de disponibilizar as e-bikes, bicicletas híbridas, a iniciativa criou espaços específicos para estacionar as bicicletas.

Os parques foram concebidos e desenhados por Luís Pereira Miguel e pelo designer Gonçalo Prudêncio. Vão estar instalados nas Casas Caiadas 1 e 2, mas não só. Outros locais de estacionamento são a Casa do Platáno, as pastelarias O Toucinho e Arroz Doce, os restaurantes O Alpendre, O Parque, a República dos Petiscos e a Moagem, Pastelaria Arroz Doce e a Herdade da Aldeia Marteanos. 

Para quem agora visitar Arraiolos, o preço base do aluguer de cada bicicleta será de 22€ por dia, ou 12€ por meio-dia. Haverá também preços especiais para casais, famílias ou grupos —  estando ainda a ser analisadas formas de incentivar as utilizações regulares dos residentes em Arraiolos com preços sociais. Além disso, vai haver programas especiais, com direito a guia e itinerários temáticos, como o “passeio do design” e o “passeio das árvores”, com datas a marcar nos próximos meses.

As Casas Caiadas são o local perfeito para dormir em Arraiolos

Este projeto, que conta com o apoio da Câmara Municipal de Arraiolos, foi uma iniciativa de Mário Domingos e Paula Cabrito, que lançaram as suas já famosas Casas Caiadas nos arredores (Boutique Home) e depois no centro da vila alentejana (Open House). Este alojamento é composto por quatro casas reconstruídas a partir de um núcleo antigo de moinhos de água no coração do Alentejo e foram concebidas, de raiz, para acolher famílias ou grupos até 8 a 10 pessoas.

O novo empreendimento faz lembrar as casas em Santorini — sem a vista para o mar

O primeiro estabelecimento de duas casas abriu em 2015 e fica na aldeia do Sabugueiro, enquanto o segundo abriu este ano, bem no centro pedonal de Arraiolos, com o mesmo conceito e assinatura. O nome deve-se às suas muitas janelas e às cinco portas que ligam o edifício a duas ruas distintas.

As casas distinguem-se, pela sua arquitetura minimalista, mas com a importância da cor e da textura dos interiores. O preço para duas noites nestes alojamentos, em outubro, ronda os 250€ para duas pessoas. 

FICHA TÉCNICA

  • MORADA
    R. Alexandre Herculano 24, 7040-013 Arraiolos
    7040-013 Arraiolos

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

NiTfm
Novos talentos

AGENDA NiT