Na cidade

A festa é bonita, mas os portugueses preferem ficar em casa na Passagem de Ano

As sondagens indicam que 58,1% da população pretende também gastar menos dinheiro nas celebrações em comparação com o ano passado.
Portugueses querem uma passagem de ano diferente

Ainda gosta de celebrar o Ano Novo na rua e em festas? Em Portugal, faz parte de uma minoria. Segundo um estudo recente, 75% dos portugueses revelaram que vão celebrar a Passagem de Ano em casa. Esta sondagem foi conduzido pela Intercampus para o “Correio da Manhã” e chegou também à conclusão que 58,1% da população pretende gastar menos dinheiro do que no ano passado nas celebrações.

Parece ser a tendência geral para o final do ano. As conclusões do “Observador” Natal 2023, realizado pelo Cetelem, afirmam que apenas 16% dos inquiridos planeiam ir de férias no final de ano. Os resultados indicam que 8% tem o intuito de passear, enquanto aqueles que pretendem ir visitar familiares correspondem também a 8%. Os destinos de férias escolhidos são, na maioria, dentro do País, fixado em 70%. No ano passado, este valor era de 59%.

A maior parte dos inquiridos já fez planos para festejar em casa a madrugada de 31 de dezembro, 67%, ou na casa de familiares e amigos, 30%. Apenas 7% vão celebrar a entrada em 2024 em festas de rua, enquanto 3% revelaram que fizeram uma reserva num restaurantes, e 8% em hotéis. No mesmo relatório lê-se que os portugueses pretendem gastar cerca de 289€ este Natal. Este valor é menos 10% em comparação com o ano passado.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT